trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/oHYYmnahnCr-gNJ3nlSd4w2 content esgSubNav
Log in to other products

 /


Looking for more?

Contact Us
In This List

Senado brasileiro aprova teto de gastos; venda do Banco Interfinanzas é aprovada

Blog

Latin American and Caribbean Market Considerations Blog Series: Focus on LGD

BLOG

Banking Essentials Newsletter: June Edition

Case Study

กรณีศึกษา A Bank Takes its Project Finance Assessments to a New Level

Blog

Fintech Intelligence Digital Newsletter: May 2021


Senado brasileiro aprova teto de gastos; venda do Banco Interfinanzas é aprovada

* O banco central argentino apovou a compra de 100% do capital social e dos direitos de voto do Banco Interfinanzas SA, com sede em Buenos Aires, pelo empresário Fabio Calcaterra, primo do presidente argentino, Mauricio Macri, informou o El Cronista. O acordo para a venda foi fechado em agosto de 2015.

* O Senado brasileiro aprovou, com 53 votos a favor e 16 contra, uma emenda constitucional para limitar o crescimento dos gastos públicos à taxa da inflação do país por um período de 20 anos, informou a Reuters. O Senado ainda deve votar algumas partes da emenda, incluindo um pedido para a isenção das despesas com educação e saúde do limite de gastos.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* A Fitch declarou que sua perspectiva para os bancos da América Central é estável para 2017. A agência de classificação de risco prevê rentabilidadel estável, com o nível provavelmente variando de um país para outro: os bancos da Nicarágua e da República Dominicana deverão manter bons índices de rentabilidade, enquanto que os bancos do Panamá, de El Salvador e da Guatemala deverão ter um desempenho mais fraco.

* A Câmara dos Deputados do México aprovou, com 318 votos a favor e 77 contra, uma lei que responsabilizará o governo, os bancos e outras partes pelo tratamento de dados pessoais, informou o El Economista.

CARIBE

* A Republic Financial Holdings Ltd. declarou ter listado 29.358 ações ordinárias na Bolsa de Valores de Trinidad e Tobago, aumentando o capital social emitido da empresa para 162.303.653 ações ordinárias.

BRASIL

* A Marsh, uma unidade da Marsh & McLennan Cos. Inc., comprarará a corretora de seguros AD Corretora de Seguros. Os termos do negócio, que será concluído em dezembro, não foram divulgados.

* Um tribunal federal brasileiro rejeitou acusações de corrupção contra o banqueiro Joseph Safra, provenientes de um inquérito sobre supostos pagamentos de suborno a funcionários do governo em troca do cancelamento de dívidas de impostos corporativos, informou a Reuters. Em um comunicado, o grupo Safra declarou que a decisão do tribunal se opõe "à continuação da ação por falta de justa causa e que o processo está agora encerrado".

* O presidente Michel Temer declarou que seu governo vai revelar novas medidas de estímulo econômico em 15 de dezembro, mas não deu mais detalhes, informou a Reuters.

* O presidente Michel Temer teve uma conversa telefônica com o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, na qual os líderes concordaram em fortalecer as relações comerciais, informou a Reuters. "Temer e Trump concordaram em lançar, imediatamente após a posse do novo presidente americano, uma agenda para o crescimento Brasil-EUA", segundo um comunicado oficial do gabinete de Temer.

* O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social disse que as micro, pequenas e médias empresas podem refinanciar todos os seus empréstimos em aberto com o banco à taxa TJLP de longo prazo de 7,5%, informou o Valor Econômico. Ricardo Ramos, executivo do BNDES, declarou que o banco espera que o volume de refinanciamento chegue a 10 bilhões de reais.

* Um tribunal brasileiro recusou uma ação do ministério público do Distrito Federal, afirmando que a cobrança de uma taxa sobre as retiradas de dinheiro em caixas automáticos é legal a partir da quinta retirada em um mês, informou o Valor Econômico.

* O Banco Santander (Brasil) SA tornou-se uma "ótima alternativa" para os dois maiores bancos privados do Brasil em 2016, mas a empresa ainda está trabalhando para aumentar sua lucratividade aos níveis observados no Itaú Unibanco Holding SA e no Banco Bradesco SA, informou o Valor Econômico, citando Sergio Rial, CEO do Santander (Brasil).

* O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, CARF, adiou a audiência sobre o recurso da BM&FBOVESPA SA – Bolsa de Valores Mercadorias e Futuros em um litígio envolvendo obrigações tributárias não declaradas ligadas à aquisição da Bovespa Holding SA em 2008, informou o Diário Comércio Indústria & Serviços. A audiência será realizada em janeiro de 2017.

REGIÃO ANDINA

* A Fitch Ratings confirmou e retirou a nota de força financeira BBB + da Maxseguros EPM Ltd. depois que a seguradora decidiu interromper sua participação no processo de classificação. A perspectiva era estável no momento da retirada.

* A Fitch Ratings declarou que os bancos do Equador continuarão sendo pressionados por uma economia fraca, já que o ambiente operacional do país limita seu crescimento, sua rentabilidade e sua capacidade interna de geração de capital. A agência de classificação de risco prevê que a economia do Equador sofrerá uma contração de 2% em 2016 devido ao declínio acentuado das receitas do setor de petróleo que afetou os gastos do governo.

* O Tribunal Constitucional da Colômbia decidiu que o governo pode acelerar as leis necessárias para implementar o acordo de paz do país com os rebeldes das FARC, segundo anunciou o Senado em um comunicado. Segundo a Reuters, o presidente do Senado, Maricio Lizcano disse que a decisão reduzirá o tempo de aprovação de novas leis de cerca de um ano para seis meses.

* O banco latino-americano de desenvolvimento Banco De Desarrollo De América Latina anunciou a eleição de Luis Carranza Ugarte como seu novo CEO, em substituição a Enrique García Rodríguez. Carranza Ugarte assumirá a função em 1 de abril de 2017 e presidirá o banco por cinco anos.

* Como parte de uma revisão por pares dos bancos venezuelanos, a Fitch Ratings elevou a nota nacional de longo prazo do Banco Nacional de Crédito C.A. Banco Universal de BBB-(ven) para BBB(ven). A atualização reflete a melhor capitalização do banco e a qualidade estável dos ativos. A Fitch também rebaixou a nota nacional de longo prazo do Banesco Banco Universal C.A. de A+(ven) para A(ven) e sua nota nacional de curto prazo de F1+(ven) para F1(ven). O rebaixamento reflete, entre outros fatores, as fortes pressões sobre a capitalização, já que a geração de capital interno do banco não acompanhou o crescimento dos ativos induzido pela inflação.

CONE SUL

* A Fitch Ratings revisou sua perspectiva do Chile de estável para negativa, declarando que o crescimento continuamente fraco está contribuindo para a deterioração do balanço do país. O déficit do governo central pode chegar a 3% do PIB em 2016 e 3,3% em 2017, contra os 2,2% de 2015. A Fitch espera que o crescimento econômico do Chile caia para 1,6% em 2016. Em 2015, a queda foi de 2,3%.

* A oposição chilena está pressionando o ministro da Economia para nomear o ex-ministro da Economia Juan Andrés Fontaine em substituição a Rodrigo Vergara como membro do conselho do Banco Central de Chile, informou o Diario Financiero. Vergara, que comandava o banco central desde 2011, foi recentemente substituído como presidente por Mario Marcel. No entanto, seu lugar no conselho permanece vago.

* O Banco Central de la República Argentina manteve sua taxa de juros de referência de 35 dias em 24,75%. Em um comunicado, o banco central declarou que "continuará mantendo um claro objetivo anti-inflacionário para garantir que o processo de desinflação continue em direção à sua meta entre 12% e 17% em 2017".

* O Banco Central de Chile manteve sua taxa de juros de política monetária inalterada em 3,5%, afirmando que a variação mensal da inflação em novembro estava alinhada com suas projeções. "Se as tendências recentes do cenário econômico persistirem, assim como suas implicações nas perspectivas de inflação de médio prazo, será necessário aumentar o impulso monetário", declarou o banco central em um comunicado.

* O setor de seguros da Argentina registrou um crescimento de 38% nos prêmios dos primeiros seis meses de 2016 em relação ao mesmo período do ano passado, informou o El Cronista, citando dados do regulador de seguros local SSN.

* Gabriel Ribisich renunciou ao cargo de diretor da região do Cone Sul no Citibank NA - Sucursal establecida en la República Argentina por razões pessoais, informou o La Nación, citando uma declaração do banco. Ele planeja participar de atividades de desenvolvimento social.

* A financiadora paraguaia Financiera Río SAECA adquiriu os ativos e passivos concorrente Crisol y Encarnación Financiera SA por um valor equivalente a cerca de 58,5 milhões de dólares, informou o La Nación. Com o acordo, a Financiera Río ganhou seis agências e 26 mil novos clientes.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* A Fitch Ratings declarou que sua perspectiva dos bancos globais de negociação e universais é estável para 2017. "Esperamos que os lucros permaneçam sob pressão, mas as perspectivas em relação à qualidade dos ativos, capitalização, financiamento e liquidez continuam boas", informou a agência de classificação de risco.

Matthew Craze contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8:00 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.