trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/xaw_8xkdjgmylcwztkhkva2 content
BY CONTINUING TO USE THIS SITE, YOU ARE AGREEING TO OUR USE OF COOKIES. REVIEW OUR
PRIVACY & COOKIE NOTICE
Log in to other products

Login to Market Intelligence Platform

 /


Looking for more?

Contact Us

Request a Demo

You're one step closer to unlocking our suite of comprehensive and robust tools.

Fill out the form so we can connect you to the right person.

  • First Name*
  • Last Name*
  • Business Email *
  • Phone *
  • Company Name *
  • City *

* Required

In this list

Itaú e Citi próximos de acordo; mudança de nome do Banco Nacional de México

TMT: Leading Trends And What To Watch

US Utility Commissioners: A Key Factor In Assessing Regulatory Risk

The Essential Conference 2019 Highlight Reel

Municipal-Run Fiber Tops 280000 Subscribers In 2018


Itaú e Citi próximos de acordo; mudança de nome do Banco Nacional de México

* O Citigroup Inc. anunciou que mudará o nome da unidade mexicana de Banco Nacional de México SA para Citibanamex e que gastará mais 1 bilhão de dólares com suas operações no país para atualizar e expandir suas ofertas tecnológicas e rede de varejo. Como parte do plano, o Citi deverá adicionar 100 filiais digitais e mais de 2.500 caixas eletrônicos no país.

* As negociações entre Itaú Unibanco Holding SA e Citigroup Inc. para a compra, pelo Itaú, dos ativos bancários de varejo do Citi no Brasil estão em fase final e há uma alta probabilidade de que as duas partes assinem um acordo nos próximos dias, informou o Valor Econômico, citando três fontes com conhecimento do assunto.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* Paulina Alejandra Del Moral Vela deixou o cargo de diretora-geral do Banco del Ahorro Nacional y Servicios Financieros SNC para assumir o cargo de Secretária do Trabalho no gabinete do governador do Estado do México, Eruviel Ávila, informou o El Economista

* O Canal Bank SA tem como objetivo expandir sua carteira de crédito em 20% a 25% como parte de mudanças na estratégia global de negócios do banco após sua aquisição do Banco Universal SA, informou o Capital Financiero, citando o CEO Roberto Brenes. O banco deverá concentrar-se especificamente na carteira atribuída ao setor agrícola.

* O diretor do Banco de México, Agustín Carstens, declarou que a próxima decisão de política do banco central dependerá do resultado das eleições presidenciais norte-americanas em novembro, informou a Reuters. "Se houver um bom resultado, nos antecipamos ao Fed e, possivelmente, não será necessário aumentar as taxas", declarou Carstens à TV local.

* A Fitch Ratings atribuiu nota de solidez financeira de seguradora de BBB- e nota de solidez financeira de seguradora em escala nacional de AA- para a Afianzadora Insurgentes SA de CV e a Afianzadora Aserta SA de CV, com perspectiva estável. Os níveis de eficiência de ambas as empresas têm-se mantido estáveis e competitivos desde junho, declarou a agência de classificação de risco.

* Os lucros globais dos bancos comerciais no México aumentaram 8,8% nos primeiros oito meses de 2016 em comparação com o mesmo período do ano passasdo, informou o El Financiero, citando dados da comissão de bancos e valores mobiliários CNBV.

* O processo de cancelamento do registro das entidades financeiras de múltiplas finalidades mexicanas, as Sofomes, que não renovaram seu registro até o prazo final de 6 de junho de 2015 é muito complicado, e a revogação para 1.231 Sofomes ainda está pendente depois de mais de um ano, informou o El Economista, citando a agência de proteção financeira do consumidor CONDUSEF.

BRASIL

* Os pedidos de falência no Brasil aumentaram 16,7% entre janeiro e setembro, enquanto os de recuperação judicial saltaram 70,2%, segundo dados da empresa de pesquisa de crédito Boa Vista SCPC.

* Os principais bancos do Brasil deverão apresentar novos planos de recuperação até o final do ano, com diretrizes de como reagirão em cenários sob pressão, informou o Valor Econômico, citando Murilo Portugal, diretor da federação de bancos FEBRABAN. "Esses planos proporcionarão maior previsibilidade, transparência e segurança na adoção de estratégias de recuperação por parte dos bancos para manter o funcionamento normal do sistema financeiro em situações de pressão", declarou Portugal.

* Os bancos brasileiros reduziram a concessão de novos empréstimos em 2015 e no primeiro semestre de 2016 em 3,2% e 6,8%, respectivamente, impulsionados pela recessão, pela queda no consumo, pela confiança mais fraca e pela redução dos investimentos, declarou a Fitch Ratings. "Esperamos que os bancos continuem com essa abordagem cautelosa para a demanda de crédito até que vejam sinais claros de que o crescimento econômico pode ser sustentado", declarou a agência de classificação de risco.

* Investidores, fundos de pensão e agências governamentais estão acusando grandes bancos de menosprezar investimentos com maus resultados no Brasil e estão exigindo cerca de 9,3 bilhões de reais em indenização desses bancos, que incluem o BNY Mellon Servicos Financeiros Dtvm SA, o Banco Bradesco SA, o BTG Pactual Group, o Banco Citibank SA, o Deutsche Bank AG e o Banco Santander (Brasil) SA, segundo informou O Estado de S. Paulo. Os investidores alegam que os bancos foram negligentes na supervisão de fundos ou foram co-responsáveis pelos prejuízos.

* A Itaúsa – Investimentos Itaú SA e a Cambuhy Investimentos Ltda., do Brasil, pretendem apresentar uma oferta conjunta para uma participação de controle na unidade de distribuição de combustíveis da empresa estatal de petróleo Petrobras em um acordo que pode chegar a 6 bilhões de dólares, segundo informou a Bloomberg News, citando "pessoas com conhecimento direto do assunto". As empresas de capital privado GP Investimentos SA e Advent International Corp. também estão considerando fazer uma oferta, disseram as fontes.

* A produção industrial no Brasil diminuiu 3,8% em agosto em comparação ao mês anterior e registrou queda de 5,2% no comparativo anual, informou a Bloomberg News, citando a agência de estatísticas nacional.

* A administração do presidente brasileiro Michel Temer apresentou ao Congresso uma proposta para limitar os gastos do governo, e uma comissão especial da Câmara dos Deputados deve votar a medida nos próximos dias, informou a Bloomberg News. A proposta foi revista para aumentar as despesas mínimas com saúde de 13,2% para 15% da receita corrente líquida em 2017. Anteriormente, o investimento em saúde seria elevado gradualmente até 2020.

* O prazo para que os brasileiros se inscrevam em um programa do governo de anistia para ativos no exterior não declarados poderá ser estendido de 31 de outubro para 16 de novembro, informou a Reuters, citando Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados.

* Uma pesquisa feita pelo Ibope mostrou que o número de brasileiros que acreditam que o governo do presidente Michel Temer é "ótimo" ou "bom" aumentou ligeiramente de 13% para 14%, informou a Reuters. O número de pessoas que consideram o governo "ruim" ou "terrível" manteve-se em 39%.

* A S&P Global Ratings confirmou suas notas B+/B em escala global e brBBB-/brA-3 em escala nacional para o Banco Pan SA e o removeu da listagem de CreditWatch com implicações negativas. A medida seguiu uma ação semelhante para a matriz Banco BTG Pactual SA em setembro.

* A Generali, da Itália, estabeleceu uma parceria com o Banco BMG SA para vender seguros por um período de 20 anos a partir de janeiro de 2017, informou o Valor Econômico. A expectativa é de que o negócio proporcione um retorno financeiro de 1,5 bilhões de reais ao BMG ao longo de todo o período.

* Murilo Portugal, presidente da Federação Brasileira de Bancos, FEBRABAN, declarou que o Brasil começou a emergir da sua recessão econômica, mas que, para melhorias sustentadas, o Congresso deve aprovar a proposta para limitar aumentos nos gastos públicos, informou o Valor Econômico.

REGIÃO ANDINA

* O Banco de la Nación anunciou a nomeação de Luis Fernando Gonzalez Prada Saponara como diretor, em vigor a partir de 4 de outubro. 

* O Banco De Desarrollo De América Latina anunciou que aprovou um empréstimo de 60 milhões de dólares para o Bancolombia SA, que será utilizado para o desenvolvimento de projetos ambientais. O banco de desenvolvimento já desembolsou os primeiros 10 milhões de dólares, que o Bancolombia usará para sete iniciativas de desenvolvimento já identificadas.

* A Corporación Financiera de Desarrollo SA, do Peru, declarou que planeja leiloar títulos de 10 anos no valor de até 50 milhões de soles peruanos, embora a oferta seja expansível até 150 milhões de soles. Os títulos, que serão emitidos em 6 de outubro, terão uma taxa de juro anual fixa.

* O lucro dos bancos peruanos sofreu queda de 3,2% no comparativo anual nos primeiros oito meses de 2016, com dois bancos registrando perdas para o período, informou o El Comercio, citando o regulador de seguros e serviços bancários SBS. A taxa de inadimplência do setor subiu para 2,91% em agosto, em comparação aos 2,7% do mesmo período do ano passado.

CONE SUL

* A Argentina começou a comercializar títulos denominados em euros dimensionados pelo mercado com vencimento em janeiro de 2022 e janeiro de 2027, segundo a IFR. O título com vencimento em 2022 está sendo oferecido com um rendimento de cerca de 4,5% e o título de 2027, a cerca de 5,625%.

* O Banco Central de la República Argentina manteve sua taxa básica de juros Lebac de 35 dias em 26,75%, afirmando que as expectativas gerais de inflação para o último trimestre de 2016 estão acima da meta oficial do banco central de 1,5% ou menos. 

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* A Moody's declarou que o índice de risco de liquidez caiu pelo sexto mês consecutivo em setembro dos 7,5% registrados em agosto para 7,1%. O índice cai quando a liquidez das empresas parece melhorar e sobe quando ela dá mostras de enfraquecimento.

A S&P Global Inc. adquire S&P Global Ratings e S&P Global Market Intelligence.

Paula Mejía contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.