trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/oq7w92bvmk1xug3umqt1rg2 content
BY CONTINUING TO USE THIS SITE, YOU ARE AGREEING TO OUR USE OF COOKIES. REVIEW OUR
PRIVACY & COOKIE NOTICE
Log in to other products

Login to Market Intelligence Platform

 /


Looking for more?

Contact Us

Request a Demo

You're one step closer to unlocking our suite of comprehensive and robust tools.

Fill out the form so we can connect you to the right person.

  • First Name*
  • Last Name*
  • Business Email *
  • Phone *
  • Company Name *
  • City *

* Required

In this list

Brasil reduz previsão de crescimento para 2017

Street Talk Episode 41 - How to Win the Funding Battle, Use Fintech to Play Offense

Forward Spark Spreads Suggest Rising Profitability Of US Renewables As Sector Matures

MA Activity The Big Story In Mature Online Video Platform Market

Martina Cheung Backs The Quality Program


Brasil reduz previsão de crescimento para 2017

* O Banco Central do Brasil reduziu sua previsão de crescimento do PIB em 2017 de 1,3% para 0,8%. O banco central espera agora que o Brasil termine 2016 com uma contração de 3,4% do PIB, acima da previsão anterior de 3,3%. O regulador projeta uma taxa de inflação de 4,4% para 2017 e de 3,6% para 2018, abaixo de sua meta de 4,5%.

* O Grupo Financiero Santander Mexico SAB de CV e a unidade Banco Santander (México) SA Institución de Banca Múltiple anunciaram que seus acionistas aprovaram o pagamento de um dividendo em dinheiro dos lucros acumulados no valor de cerca de 13,62 bilhões de pesos mexicanos. O dividendo será pago em 30 de dezembro.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* A Fitch Ratings atribuiu diversas notas ao Grupo Financiero Santander Mexico SAB de CV, incluindo uma nota de viabilidade "bbb +", uma nota de suporte 2 e notas de inadimpleência de emissor em moeda local e estrangeira de longo e curto prazo de BBB+ e F2, respectivamente. A atribuição da nota de viabilidade reflete o desempenho financeiro da principal unidade operacional da empresa, o Banco Santander (México) SA.

* A inflação anual no México aumentou de 3,31% no final de novembro para 3,48% em meados de dezembro, afastando-se da meta de 3% do banco central, informou o The Wall Street Journal, citando o Instituto Nacional de Estatísticas do país.

* O governo do México anunciou que vai aumentar o volume de dívida de 10, 20 e 30 anos que emitirá no primeiro trimestre de 2017 e vai reduzir os montantes de suas vendas de títulos de 3 e 5 anos em 1 bilhão de pesos mexicanos, informou a Reuters.

* A cooperativa de empréstimos e poupança Caja Popular Mexicana informou que emitiu 540.615 empréstimos nos primeiros 11 meses de 2016 a um valor total de cerca de 15,94 bilhões de pesos mexicanos, informou o El Economista. A maioria desses empréstimos foi emitida nos estados de Guanajuato, Oaxaca, Michoacán, Jalisco, Morelos e Nayarit.

* A recente decisão do banco central mexicano de aumentar sua taxa de juros de referência em 50 pontos-base permitirá que os gestores de fundos de pensão locais proporcionem melhores rendimentos aos trabalhadores, informou o El Economista, citando Carlos Ramírez, diretor do regulador de previdência local, CONSAR.

* Um estudo da AXA Seguros S.A. de C.V. concluiu que quase 40% das pequenas e médias empresas no México não recebem orientação profissional em termos de planejamento financeiro, informou o El Economista. Dados regulatórios mostram que oito em cada 10 PMEs no México são forçadas a fechar depois de dois anos de seu lançamento, e 43% desses fechamentos devem-se à má gestão financeira.

BRASIL

* As medidas recentemente anunciadas pelo banco central brasileiro com o objetivo de reduzir os custos de crédito e melhorar a eficiência do sistema financeiro "provavelmente não darão um grande impulso ao crédito no curto prazo", mas podem resultar em efeitos positivos no médio prazo, segundo a Fitch Ratings. A agência de classificação de risco acredita que as medidas gerais "poderão ser reformas importantes para fornecer ao sistema bancário um ambiente operacional e legal mais robusto".

* O Banco Santander (Brasil) SA informou que está ampliando seu conselho administrativo em mais dois membros para um mandato complementar, aumentando o número total de membros para 12. Deborah Patricia Wright e José Luciano Duarte Penido serão membros do conselho da companhia até a próxima reunião de acionistass, que se realizará em 2017.

* A Fitch Ratings declarou que espera que o ambiente político brasileiro seja menos volátil em 2017, o que contribuirá positivamente para o crescimento do setor de gestão de ativos do país. "Os investidores e os gestores de ativos adotaram um otimismo cauteloso para 2017 com a mudança no governo brasileiro e a melhoria dos fundamentos econômicos", declarou a agência de classificação de risco.

* O presidente Michel Temer anunciou um plano para reduzir as taxas de juros dos cartões de crédito e fornecer subsídios a empresas que não demitirem funcionários, informou a Reuters. Essas são as últimas de uma série de medidas anunciadas pelo governo para impulsionar a economia do país e combater uma taxa de desemprego de dois dígitos.

* Carlos Viana, diretor de política econômica do banco central brasileiro, declarou que o banco tem mais flexibilidade para reduzir os custos de empréstimos, uma vez que as previsões de inflação continuam ancoradas a um nível mais baixo, informou a Reuters.

* Em meio a uma desaceleração no crédito, grandes bancos brasileiros têm se concentrado mais em serviços e seguros para sustentar a lucratividade, informou o Valor Econômico. Raphael Nascimento, analista sênior da Fitch Ratings, declarou que o foco nos serviços permite que os bancos ampliem suas operações sem comprometer o capital.

* O site do fundo de indenização de funcionários brasileiro FGTS tornou-se instável em 22 de dezembro devido a um grande volume de tráfego, informou o Diário Comércio Indústria & Serviços. O número de visitas ao site saltou depois que o presidente brasileiro, Michel Temer, anunciou que os trabalhadores seriam autorizados a retirar todo o saldo dos fundos das contas inativas do FGTS.

REGIÃO ANDINA

* A S&P Global Ratings revisou o perfil de crédito individual da Financiera de Desarrollo Nacional SA de "bb-" para "bb". O perfil de crédito individual do banco é baseado em sua fraca posição de negócios, atividades de negócios não diversificadas com uma gama limitada de produtos, capital e ganhos muito sólidos, posição de risco moderada e financiamento médio, entre outros fatores.

* A dolarização de empréstimos no Peru caiu de 31% para 29% em novembro no comparativo anual, informou o El Comercio, citando dados do banco central. O banco central vem trabalhando para incentivar os empréstimos em moeda local a fim de reduzir os riscos econômicos relacionados à volatilidade da taxa de câmbio.

* O banco alemão Kreditanstalt für Wiederaufbau concordou em conceder ao governo peruano um empréstimo equivalente a 200 milhões de dólares, que será usado, em parte, para financiar um projeto de transporte público, informou o El Comercio.

CONE SUL

* O governo argentino emitiu uma letra do Tesouro com vencimento em três meses no valor de 48 bilhões de pesos argentinos para o banco estatal Banco de la Nación Argentina, representando a maior emissão de dívida do governo em 2016. O empréstimo, que vence em 21 de março de 2017, pagará uma taxa de juros anualizada de 24,13% mais uma margem de 116 pontos-base, resultando em uma taxa de juros anual total de 25,29%.

* O Congresso argentino aprovou uma proposta de reforma do imposto de renda que aumenta o nível mínimo de renda mensal tributável para casais com dois filhos em 23% para 37.000 pesos argentinos, informou a Reuters.

* O banco central argentino está elaborando uma nova regra que permitirá a compra e a venda de notas de moeda entre os credores locais sem a necessidade de passar pelo banco central, informou o El Cronista. O banco central continuará trocando notas danificadas por novas.

A S&P Global Inc. adquire S&P Global Ratings e S&P Global Market Intelligence.

Paula Mejía contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.