trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/m-nq2rv4q9xlq9yrsymnra2 content
Log in to other products

Login to Market Intelligence Platform

 /


Looking for more?

Contact Us

Request a Demo

You're one step closer to unlocking our suite of comprehensive and robust tools.

Fill out the form so we can connect you to the right person.

If your company has a current subscription with S&P Global Market Intelligence, you can register as a new user for access to the platform(s) covered by your license at Market Intelligence platform or S&P Capital IQ.

  • First Name*
  • Last Name*
  • Business Email *
  • Phone *
  • Company Name *
  • City *
  • We generated a verification code for you

  • Enter verification Code here*

* Required

In this list

Citi identifica compradores de suas operações no Brasil e na Argentina; Caixa quer transferir garantias de empréstimos estatais

Medical IoT Technology in US Hospitals Helps to Reduce Costs and Improve Care

Internet Traffic Spikes By One Third In March

How 37 Years of Default Data Can Prepare Us for the COVID-19 Fallout

US Pushes Pedal To The Metal On Broadband Speeds Ahead Of COVID-19 Outbreak


Citi identifica compradores de suas operações no Brasil e na Argentina; Caixa quer transferir garantias de empréstimos estatais

* O Itaú Unibanco Holding SA está comprando o segmento de varejo do Citigroup Inc. no Brasil por 710 milhões de reais, ou cerca de 220,2 milhões de dólares. A negociação prevê aproximadamente 2,8 bilhões de dólares em ativos que incluem empréstimos, depósitos, cartões de crédito e agências, entre outros. A transação, que está sujeita às condições habituais de fechamento, ajudará os ativos do Itaú a atingir a marca de 1,404 trilhões de reais.

* O Citigroup Inc. assinou um acordo definitivo de venda das operações bancárias direcionadas a pessoas físicas na Argentina para o Banco Santander Río S.A.. A negociação envolve ativos que totalizam 1,4 bilhão de dólares e inclui cartões de crédito, empréstimos pessoais, contas de depósito e o segmento de corretagem de varejo. O Citi não revelou o preço de venda, que está sujeito a aprovações regulamentares.

* Gilberto Occhi, CEO da Caixa Econômica Federal, disse que o banco está em negociações com o governo para que o Tesouro assuma a garantia dos empréstimos concedidos a empresas estatais, sobretudo à petrolífera Petrobras, informou o Valor Econômico. Se o Tesouro assumir as garantias, o banco liberará cerca de 900 milhões de reais de capital.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* A Fitch Ratings retirou a nota de solidez financeira nacional da Istmo Cia. de Reaseguros Inc., citando o vencimento do prazo da classificação e o término do respectivo contrato. Em função disso, a Fitch deixará de fornecer serviços de acompanhamento para a classificação da empresa.

* O Panamá pretende captar 2,6 bilhões de dólares no início de 2017 recorrendo aos mercados de dívida globais e locais, a fim de cobrir parte de suas necessidades de financiamento para o ano que vem, informou a IFR, citando o ministro da Economia e Fazenda Dulcidio de la Guardia. Segundo ele, "nossa política é ter um prazo de vencimento médio de 10 anos para reduzir os riscos de refinanciamento".

* A empresa Oxxo, gigante mexicana do segmento varejista, que já mantém relações de correspondente bancário com os sete maiores bancos do México, pretende expandir sua oferta de serviços financeiros por meio de parcerias com mais bancos, informou o El Economista. A empresa pretende criar vínculos com o BanCoppel SA Institución de Banca Múltiple e o Banco Azteca S.A. Institución de Banca Múltiple.

* O México tem uma linha de crédito flexível com o FMI, no valor aproximado de 90 bilhões de dólares, que o país pode usar em caso de choque externo, como uma possível vitória de Donald Trump nas próximas eleições presidenciais dos EUA, informou o El Economista, citando Agustín Carstens, diretor do Banco de México.

* Os bancos da Costa Rica aumentaram em 25% as reservas para perdas com empréstimos nos 12 meses transcorridos até agosto, enquanto o total de empréstimos cresceu apenas 11% no mesmo período, informou o El Financiero, citando dados ao SUGEF, órgão regulador financeiro. O maior crescimento das reservas em relação a empréstimos foi atribuído às novas exigências regulamentares implementadas em 2015.

BRASIL

* O Banco Fator SA nomeou Wagner Murgel como diretor de operações de gestão monetária do banco, cargo que assumiu em 3 de outubro, informou a Reuters. Murgel se concentrará em aumentar as receitas do banco vinculadas a tarifas e à atividade dos mercados de capitais no Brasil.

* Lisa Schineller, analista sênior da S&P Global Ratings, disse à Reuters que, apesar da aprovação preliminar de uma medida que visa a limitar os gastos públicos, o Brasil ainda está longe de recuperar sua classificação de grau de investimento. "Agora, o que nós realmente estamos focando são os detalhes das reformas e o que será colocado sobre a mesa e que pode ser aprovado", disse a analista.

* A Procuradoria Geral do Brasil recomendou que o Congresso arquive uma proposta feita pelo presidente Michel Temer na qual se propõe a contenção dos gastos públicos, argumentando que ela prejudicaria a independência de outras autoridades federais e enfraqueceria o sistema jurídico, informou a Reuters. O ministro da Fazenda Henrique Meirelles disse que o apoio do Congresso à proposta permanece forte, apesar do desafio da Promotoria, informou a agência de notícias separadamente.

* O American International Group Inc. reestruturará as operações no Brasil em 2017 após prejuízos substanciais no país, informou a Sonho Seguro. A empresa deixará de oferecer alguns produtos no Brasil, como seguros residenciais e de vida em grupo, na tentativa de aumentar a rentabilidade.

* O Banco Bradesco SA anunciou que seus acionistas aprovaram uma proposta segundo a qual a empresa e duas de suas unidades absorveriam partes do patrimônio líquido do HSBC Bank Brasil SA - Banco Múltiplo por meio de uma cisão parcial. Os acionistas ainda aprovaram uma proposta que visa elevar de 65 para 67 anos de idade o limite de idade dos CEO do Bradesco.

* Henrique Meirelles, ministro da Fazenda do Brasil, disse que os executivos do Citigroup Inc. garantiram que a empresa continuará a investir no Brasil, apesar do acordo de venda de seu segmento de varejo no país firmado com o Itaú Unibanco Holding SA, informou o Valor Econômico.

* Após uma reunião com Christine Lagarde, diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, Henrique Meirelles, ministro da Fazenda do Brasil, disse que o FMI apoia as reformas propostas pelo governo, inclusive uma medida que visa limitar os gastos públicos, informou o Valor Econômico. Meirelles também observou que as reformas estimularão o investimento privado no país, informou o jornal separadamente.

* A Caixa Econômica Federal tem 34 bilhões de reais disponíveis para desembolsar na forma de empréstimos imobiliários até o final de 2016, mas o banco não sabe se haverá demanda por todo o montante, informou o Valor Econômico, citando Nelson Antônio de Souza, vice-presidente da Caixa.

* Os credores da operadora de telefonia brasileira falida Oi, fizeram, há mais ou menos 10 dias, várias perguntas à empresa a respeito do plano de recuperação judicial, mas ainda não receberam nenhuma resposta, informou o Valor Econômico, citando uma fonte anônima.

* As seguradoras brasileiras esperam o anúncio, em breve, de novas regulamentações que lhes permitirão oferecer apólices de seguro de vida individual mais flexíveis a partir de 2017, informou o Valor Econômico. As novas regras poderão criar a possibilidade de prêmios mais altos e também implicar alterações na forma de parcelamento.

* No Brasil, procuradores federais solicitaram que nove ex-diretores e executivos do Banco Panamericano, agora chamado Banco Pan SA, sejam condenados por crimes financeiros e de lavagem de dinheiro cometidos entre 2007 e 2010, informou a Folha de S. Paulo.

* Em meio aos sinais de recuperação econômica do Brasil e à expectativa de queda das taxas de juros, analistas acreditam que o crédito bancário comece a se recuperar em 2017 depois da retração de 3,2% observada até agora em 2016, informou O Globo. A expectativa de crescimento do crédito para o próximo ano varia de 3% a 8%.

* Os funcionários da Caixa Econômica Federal, nos estados brasileiros do Rio de Janeiro e São Paulo, votaram pelo fim da greve que já durava um mês, juntando-se a outros trabalhadores do setor bancário que aceitaram a oferta de aumento salarial proposta pela federação bancária FENABAN na semana passada, informou O Globo.

REGIÃO ANDINA

* Os avanços da reforma fiscal na Colômbia continuam no caminho certo, apesar de a população ter recentemente votado contra o acordo de paz com os rebeldes das FARC, informou a Reuters, citando Ana Milena Lopez Rocha, diretora-geral de crédito público do país. Após a votação do acordo de paz, o governo decidiu não alterar o projeto de reforma que visa a simplificar o código tributário e aumentar as receitas fiscais, disse Lopez Rocha.

* Há cinco fortes candidatos à sucessão de José Darío Uribe como presidente do Banco de la República, o banco central da Colômbia, quando do término de seu mandato no final de 2016, informou o Portafolio. Entre os candidatos estão o ex-ministro da Fazenda, José Antonio Ocampo, e o executivo do banco central, Hernando Vargas.

CONE SUL

* O Uruguai está analisando formas de tirar proveito do aumento do apetite dos investidores por dívidas denominadas em moeda local, informou a IFR, citando Herman Kamil, diretor de dívidas do país. "Observamos um novo apetite por moeda local", disse o gestor, acrescentando que o governo está "sempre procurando formas de aumentar fontes estáveis de financiamento em moeda local".

* A Argentina está cogitando estender o programa de anistia fiscal de ativos estrangeiros não declarados e passar a incluir produtos de seguros, informou o La Nación, citando fontes do governo não identificadas. A lei criada em 1947 proíbe atualmente que os argentinos retirem produtos de seguro no exterior.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* Bancos cujos modelos de risco divirjam significativamente dos de outros bancos poderão enfrentar um aumento "significativo" dos encargos de capital mediante as próximas mudanças de regras previstas para antes do final de 2016, disse William Coen, secretário-geral do Comitê da Basileia para Supervisão Bancária. As regras reduzirão a variabilidade entre os cálculos aplicados por diferentes bancos com relação aos possíveis prejuízos causados por inadimplência de empréstimos e melhorarão a confiança nos índices de capital, explicou Coen.

* A recuperação da economia global está progredindo lentamente e de forma desigual. O crescimento deve engrenar ligeiramente em 2017, principalmente por conta das economias de mercado emergentes, anunciou o Fundo Monetário Internacional em um comunicado. "O crescimento persistentemente baixo expôs fraquezas estruturais anteriormente ocultas e pode amortecer ainda mais o potencial de crescimento e a perspectiva de inclusão", salientou o FMI.

A S&P Global Inc. adquire S&P Global Ratings e Global Market Intelligence.

Matthew Craze contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8:00 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.