trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/LS9v5DGHnhWX2ejT26cTqQ2 content
Log in to other products

Login to Market Intelligence Platform

 /


Looking for more?

Contact Us
In This List

Aprovação de agência de crédito no Brasil é criticada

Banking Essentials Newsletter - November Edition

Online Brokerage Space Should Remain Rich Source Of M&A

University Essentials | COVID-19 Economic Outlook in Banking: Rates and Long-Term Expectations: Q&A with the Experts

Estimating Credit Losses Under COVID-19 and the Post-Crisis Recovery


Aprovação de agência de crédito no Brasil é criticada

* O deputado brasileiro Celso Russomanno está considerando a publicação de um decreto que visa a derrubar a aprovação dada pelo órgão regulador antitruste CADE para a criação de uma agência de inteligência de crédito com participação do Banco do Brasil SA, Banco Bradesco SA, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco Holding SA e Banco Santander (Brasil) SA, informou o Valor Econômico. Embora o CADE tenha imposto algumas restrições ao projeto para minimizar questões concorrenciais, Russomanno está preocupado com a confidencialidade dos dados dos consumidores.

* A Argentina assumiu a presidência temporária do bloco comercial sul-americano Mercosul, anunciou Susana Malcorra, ministra das Relações Exteriroes, depois de reunir-se com outros países que fazem parte do Mercosul, ou seja, Paraguai, Brasil e Uruguai. A Venezuela, que foi suspensa do Mercosul no início de dezembro por não ter implementado as normas do bloco, foi excluída da reunião. A ministra venezuelana de Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, acusou os outros membros do Mercosul de "conspirar" contra a Venezuela e insistiu que o país ainda faz parte do bloco.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* O PIB do México poderá cair cerca de 2,7% caso o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, dê continuidade ao plano de acabar com o Tratado de Livre Comércio da América do Norte, informou a Reuters, citando Alicia Barcena, secretária executiva da Comissão Econômica da ONU para a América Latina e o Caribe. "Estão aí, portanto, alguns dos riscos que podem ser de grande importância e, até mesmo, mergulhar a economia mexicana em recessão", disse Barcena durante uma apresentação.

* O crédito permanecerá acessível no México, mas as taxas de juros cobradas pelos bancos não continuarão nos níveis historicamente baixos observados nos últimos anos devido ao aumento das taxas do banco central mexicano, bem como à decisão do Federal Reserve de aumentar a taxa de juros, informou o El Economista, citando Ernesto Torres Cantú, presidente do Grupo Financiero Banamex SA de CV.

BRASIL

* O governo brasileiro suspenderá temporariamente o pagamento das dívidas dos estados que se encontram em dificuldades financeiras, informou o Ministério da Fazenda em um comunicado. A medida, que está sujeita à aprovação do Congresso, permitiria que os estados dessem início a negociações de reestruturação das dívidas com as instituições financeiras, mas não lhes permitiria pleitear novos créditos durante esse período.

* A S&P Global Ratings rebaixou a nota em escala global do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais SA de BB- para B- devido ao agravamento das finanças do estado de Minas Gerais, um dos principais acionistas do banco. A agência de classificação de riscos também rebaixou a nota em escala nacional do banco de brA para brB-.

* O Banco Santander (Brasil) SA informou ter assinado um acordo de parceria comercial com a American Airlines Inc. para comercialização e emissão de cartões de crédito que receberão a marca de ambas as empresas.

* José Yunes, assessor do presidente brasileiro Michel Temer, renunciou após acusações de que teria obtido financiamento ilícito da construtora Odebrecht, informou a Reuters. Wellington Moreira Franco, secretário de investimento em infraestrutura de Temer, negou rumores de que também estaria planejando renunciar devido a alegações semelhantes.

* Marcelo Bahia Odebrecht, ex-CEO da construtora Odebrecht SA, disse aos promotores que o presidente brasileiro Michel Temer pediu à empresa uma doação política de 10 milhões de reais em maio de 2014, quando ocupava o cargo de vice-presidente, informou a Folha de S. Paulo. A reportagam não especific se a suposta contribuição foi registrada junto às autoridades eleitorais.

* O Banco Central do Brasil provavelmente apresentará novas medidas de estímulo econômico na próxima semana, informou a Reuters, citando o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. O ministro também disse que o governo espera que o crescimento econômico acelere em 2017 e que o PIB cresça 2,8% no comparativo anual, no último trimestre do próximo ano, informou a agência de notícias separadamente.

* No Brasil, empresas de tecnologia financeira desenvolveram aplicativos de telefonia móvel para investimentos, cobrando taxas de serviço que são 50% mais baratas que as dos bancos tradicionais do país, informou o Valor Econômico.

* O governo brasileiro anunciará uma série de medidas econômicas em 15 de dezembro, inclusive uma proposta segundo a qual empresas em apuros financeiros poderão usar os prejuízos para compensar suas dívidas fiscais, informou o Valor Econômico.

* Os bancos brasileiros estão se preparando para uma série de ofertas públicas iniciais que poderão se materializar nas próximas semanas e que incluem a empresa de saneamento Sanepar, a empresa de diagnósticos Hermes Pardini e a empresa de aluguel de carros Movida e Unidas, informou o Valor Econômico.

* O Petros, fundo previdenciário da petrolífera estatal Petrobras, pediu à CVM, Comissão de Valores Mobiliários do Brasil, que investigue as unidades de gestão de ativos do Banco Bradesco SA e da Caixa Econômica Federal em relação às perdas de investimentos sofridas pelo Petros, informou a Reuters.

REGIÃO ANDINA

* O montante da dívida com cartões de crédito no Peru deve crescer 6,34% ao ano em 2016, chegando a cerca de 18,18 bilhões de soles peruanos, informou o Gestión, citando estimativas da agência de informações de crédito Sentinel.

CONE SUL

* O órgão regulador da previdência chilena decidiu não invalidar a aprovação das fusões entre as administradoras de fundos de pensão Cuprum e Argentum, e entre a Provida e a Acquisition. Ambas as aprovações ocorreram em 2015, pouco antes da implementação de uma nova reforma tributária, em que as matrizes das administradoras de fundos acabaram por receber consideráveis benefícios fiscais, o que gerou fortes críticas de alguns legisladores.

* O sindicato dos bancários da Argentina cancelou a greve planejada para 15 de dezembro e agora participará de discussões salariais que serão organizadas pelo Ministério do Trabalho em 16 de dezembro, informou a Reuters.

* O Itaú Unibanco Holding SA informou, em um relatório mensal, que espera que a economia do Paraguai cresça 4% em 2016 e desacelere para 3,7% em 2017, informou o La Nación. A previsão do banco para 2017 é igual à estimativa do próprio governo paraguaio.

* O governo uruguaio lançou 660 milhões de pesos uruguaios em títulos com vencimento em 2020, sendo que a demanda pela dívida chegou a quase quatro vezes o valor emitido, informou o El País.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* Funcionários de alto escalão do Federal Reserve dos EUA anunciaram o aumento da meta da taxa de juros do banco central em 25 pontos-base após a última reunião de política monetária de 2016. Os mercados financeiros já haviam, em grande parte, previsto a medida, que constitui apenas o segundo aumento da taxa em mais de uma década.

A S&P Global Inc. adquire S&P Global Ratings e S&P Global Market Intelligence.

Matthew Craze contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.