trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/LD-Ja5G7Jynxe8UtRh50ig2 content esgSubNav
In This List

Itaú nomeia CEO para unidade dos EUA

Blog

Insight Weekly: Fed's policy stance; overdrafts under scrutiny; energy stocks rally

Blog

Latin American and Caribbean Market Considerations Blog Series: Focus on LGD

BLOG

Banking Essentials Newsletter: June Edition

Case Study

กรณีศึกษา A Bank Takes its Project Finance Assessments to a New Level


Itaú nomeia CEO para unidade dos EUA

* O Itaú Unibanco Holding SA nomeou Carlos Constantini CEO da subsidiária do banco nos Estados Unidos, segundo informações fornecidas à Bloomberg News por Eduardo Vassimon, diretor geral de atacado do banco, em uma entrevista. Almir Vignoto, atualmente no comando da unidade do Itaú em Nova York, deixará o cargo nos próximos meses e atuará como consultor e membro do conselho nos EUA, declarou Vassimon. Alberto Mulas, CEO do Itaú no México, deixará o cargo no final de dezembro para se dedicar a projetos pessoais. Vassimon também confirmou a nomeação de Christian Egan como diretor dos segmentos de mercados globais e tesouraria do banco.

* Executivos da construtora brasileira Odebrecht declararam em depoimento à Justiça que a empresa fez uma doação ilegal de cerca de 30 milhões de reais em 2014 para a campanha de reeleição de Dilma Rousseff, a ex-presidente do país que foi afastada no processo de impeachment em meados de 2016, informou O Estado de S. Paulo. O testemunho, se aceito pelo tribunal, pode resultar no afastamento do atual Presidente Michel Temer, que concorreu como vice de Rousseff em 2014.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* O Banco Panamá SA anunciou que tem planos de lançar uma oferta de duas séries de títulos negociáveis no valor total de até 5 milhões de dólares em 20 de dezembro. O banco pretende emitir títulos série T com vencimento em um ano no valor de até 3,5 milhões, e títulos série U com vencimento em seis meses no valor de até 1,5 milhões de dólares.

* O Banco Nacional de México SA Integrante del Grupo Financiero Banamex reduziu sua estimativa de investimento estrangeiro direto para 2017 no México de 35,8 bilhões de dólares para 25 bilhões, informou o Financial Times. "A principal característica [de 2017] será a incerteza e, portanto, investimento reduzido", declarou o banco em uma nota de pesquisa.

* Em seu relatório anual de compliance legal e transparência, o banco central do México declarou que rejeitou a maioria das solicitações de instituições financeiras para impor novas comissões ou aumentar as já existentes durante os últimos dois anos, informou o El Economista. O banco central rejeitou 70,4% das solicitações desse tipo em 2015.

* As comissões cobradas por gestores de fundos de pensão mexicanos, ou Afores, terão uma redução média de 1,06% em 2016 para 1,03% em 2017, informou o El Economista, citando Carlos Ramírez, o diretor do Consar, a entidade reguladora de pensões local.

BRASIL

* No Brasil, a recuperação do crédito registrou uma queda de 2,2% entre outubro e novembro e de 9,5% em relação a um ano atrás, segundo dados da empresa de pesquisa de crédito Boa Vista SCPC. No acumulado em 11 meses, entretanto, o índice subiu 1,5% em comparação com o mesmo período de 2015.

* O Banco Central do Brasil deve fazer uma conferência de imprensa em 20 de dezembro para discutir uma proposta do governo que prevê a redução da taxa de juros média anual de cartões de crédito, que chegou a mais de 450% em meio à severa recessão do país, informou a Bloomberg News. Um deputado federal sugeriu um teto de 12% ao ano para as taxas de juros de cartões de crédito.

* O índice de cheques sem fundos no Brasil subiu para 2,46% dos cheques compensados em novembro, uma vez que as taxas de juros mais altas e o desemprego dificultaram o pagamento de dívidas pelos brasileiros, informou a Reuters, citando a empresa de pesquisa de crédito Serasa Experian. Nos primeiros 11 meses de 2016, o índice de cheques devolvidos foi de 2,37%.

* O SD Bank, do Brasil, começará a oferecer e a processar cheques digitais em fevereiro de 2017 para clientes pessoas físicas e jurídicas, informou a InfoMoney. O serviço de cheques digitais será oferecido via aplicativo para celular.

* Ilan Goldfajn, o presidente do Banco Central do Brasil, recentemente manifestou oposição a uma regra que exige que agências de crédito notifiquem os devedores antes de incluí-los em uma lista de inadimplentes, informou o Valor Econômico. A regra entrou em vigor no estado de São Paulo em setembro de 2015, e outros estados também estão cogitando implantá-la. Goldfajn e outros críticos acreditam que a regra tem o potencial de aumentar os custos do crédito.

REGIÃO ANDINA

* O Equador foi atingido por um terremoto de 5,8 graus de magnitude em 19 de dezembro, que resultou na morte de pelo menos duas pessoas e em ferimentos em outras 15, informou a Reuters. As autoridades declararam que o sismo também destruiu três hotéis e causou danos consideráveis a outras edificações.

* A Moody's revisou de estável para negativa sua perspectiva da nota A3.bo de força financeira de seguros em escala nacional boliviana da Cia. de Seguros y Reaseguros Fortalez S.A, refletindo um declínio nos retornos dos investimentos da empresa. Essa queda contribuiu para um retorno negativo de 8,4% sobre o capital anualizado nos primeiros meses de 2016.

* O Banco de Comercio Exterior de Colombia - BANCOLDEX SA concedeu mais de 3,2 trilhões de pesos colombianos em financiamentos ao setor privado até o momento em 2016, informou o La República, citando uma declaração do banco. A empresa pretende continuar expandindo sua carteira de empréstimos em 2017.

* O Congresso do Equador aprovou a entrada do país no acordo de livre comércio com a União Europeia com a Colômbia e o Peru, informou o Gestión. A ratificação final deve ser publicada no diário oficial equatoriano nos próximos dias.

* O Bank of China Ltd. abriu um escritório de representação no Peru para promover o comércio bilateral e apoiar empresas locais, informou o El Comercio, citando Xiao Lijun, o representante do banco no Peru.

CONE SUL

* Um atraso na aprovação de um projeto de lei de reforma dos mercados de capital da Argentina, que reduziria a burocracia para as empresas emitirem dívida no país e também diminuiria a carga tributária sobre certos fundos fechados, acabou por tornar aqueles fundos menos atraentes para os contribuintes que queriam aproveitar uma isenção fiscal para renda estrangeira repatriada antes de 31 de dezembro, informou o El Cronista. O projeto, que foi enviado ao Congresso em novembro, não deve ser aprovado antes do final de 2016, uma vez que o debate sobre uma possível reforma do imposto de renda teve prioridade, comentaram gestores de fundos locais.

* Em seu último relatório trimestral de política monetária, o Banco Central de Chile reduziu sua previsão de crescimento do PIB do país em 2017 da estimativa anterior de 1,75% a 2,75% para entre 1,5% e 2,5%. "Para 2017, a velocidade inicial reduzida, em um contexto de riscos mais altos, e níveis de confiança ainda notavelmente pessimistas sugerem que a atividade demorará um pouco mais para alcançar índices de crescimento próximos do potencial", declarou o banco central.

* Para ajudar os clientes a lidar com o aumento da inflação, os bancos da Argentina dobraram os limites para saques em caixas eletrônicos, que chegam agora ao teto de 20.000 pesos argentinos para clientes premium, informou o El Cronista.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* Christine Lagarde, a presidente do Fundo Monetário Internacional, foi condenada por negligência, mas não será multada nem cumprirá pena de prisão, informou a Bloomberg News. A ex-ministra da Economia da França foi considerada culpada de uma acusação de negligência referente ao pagamento de uma grande soma ao empresário Bernard Tapie pelo governo durante o período em que ocupou o cargo.

* Entidades reguladoras globais estão se mobilizando para esclarecer regras contra a lavagem de dinheiro a fim de deter um declínio dos serviços de correspondente bancário que estão privando bancos em países mais pobres de acesso a importantes serviços financeiros. O Comitê de Supervisão Bancária de Basileia vai publicar orientações revisadas para serviços de correspondente bancário até meados de 2017, e a Força Tarefa de Ação Financeira intergovernamental, que tem como alvo a lavagem de dinheiro, também estabelecerá definições e melhores práticas, anunciou o Conselho de Estabilidade Financeira.

* Vários temas abrangentes afetarão os mercados internacionais de securitização em 2017, declarou a Moody's, observando que a qualidade dos ativos continuará a enfraquecer em alguns setores, mas se estabilizará na maioria dos outros. A melhoria das economias do México e da Argentina ajudará os setores estruturados, enquanto os efeitos duradouros da recessão devem enfraquecer o desempenho de títulos lastreados por ativos no Brasil.

Paula Mejía contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.