trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/KWGnGccyFeKVjqcKBfK02g2 content esgSubNav
In This List

Santander México investirá 15 bilhões de pesos; 2 executivos deixam o Bradesco

Blog

Post-webinar Q&A: Speed and Scalability – Automation in Credit Risk Modeling

Case Study

A Chinese Bank Takes Steps to Minimize Risks as it Supports International Trade

Blog

Middle East Africa MA by the Numbers: Q3 2021

Blog

Banking Essentials Newsletter: November Edition 2021 - Part 2


Santander México investirá 15 bilhões de pesos; 2 executivos deixam o Bradesco

* Héctor Grisi, CEO do Banco Santander (México) SA Institución de Banca Múltiple, declarou que o banco destinará 15 bilhões de pesos mexicanos nos próximos três anos para vários projetos estratégicos e a modernização dos canais, dos sistemas e da infraestrutura da empresa. O banco também está planejando explorar novas linhas de negócios.

* Sérgio Clemente, vice-presidente sênior de serviços bancários por atacado do Banco Bradesco SA, deixou a empresa, e suas funções serão assumidas por Marcelo Noronha, vice-presidente de cartões e marketing do credor, informou a Reuters, citando uma porta-voz do Bradesco. Marlene Morán, diretora-gerente do banco para negócios internacionais e moeda, também desligou-se. Suas responsabilidades serão assumidas por André Prado, diretor-gerente de crédito corporativo da instituição.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* A S&P Global Ratings rebaixou as notas de crédito soberano de longo prazo em moeda estrangeira e local de El Salvador de B para B- e as retirou do CreditWatch com implicações negativas. A agência de classificação de risco atribuiu o rebaixamento à contínua erosão dos perfis fiscal e de dívida do país, bem como às preocupações com seu acesso à liquidez para atender aos requisitos de financiamento para os próximos dois anos.

* A EFG International AG anunciou que encerrará as operações do BSI Panamá até o terceiro trimestre de 2017. A EFG também concordou, em dezembro, com uma venda parcial das carteiras de clientes do BSI Bahamas.

* A S&P Global Ratings revisou sua avaliação de risco do setor bancário de El Salvador do grupo 7 para o grupo 8 e sua pontuação de risco econômico de 8 para 9. A pontuação de risco econômico BICRA mais fraca reflete uma queda contínua na resiliência econômica do país. Como resultado, a agência de classificação de risco também reduziu as notas do banco comercial de El Salvador, o Banco Agrícola SA, de B/B para B-/C.

* Segundo a Fitch Ratings, o setor de seguros da América Central se permanecerá estável em 2017, refletindo as expectativas da agência de classificação de risco de maior crescimento nos setores da Costa Rica e da Nicarágua, fortalecimento das condições de subscrição nas principais linhas de seguros e ampla proteção de resseguro favorecida pela gradual queda nos preços.

* O governo da Cidade do México emitiu um título verde no valor de 1 bilhão de pesos mexicanos na bolsa de valores local, tornando-se a primeira cidade da América Latina a emitir esse tipo de dívida, informou El Economista.

CARIBE

* Segundo a Moody's, a nota Caa2 de Cuba reflete as fraquezas relacionadas ao atual clima político do país, sobre o qual a morte de Fidel Castro só terá um efeito marginal. A nota também reflete o acesso limitado a financiamento externo, uma alta dependência de bens importados e falta de transparência nos dados econômicos e fiscais oficiais, observou a agência de classificação de risco.

BRASIL

* Os planos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social de abandonar sua imagem de credor dos campeões nacionais da indústria brasileira e retomar o foco em seu papel tradicional como banco de desenvolvimento são positivos para o credor, de acordo com a Moody's. A mudança ajudará a reduzir os riscos de concentração do banco e também a reduzir as distorções do mercado de crédito causadas pelo aumento de seus empréstimos.

* O presidente Michel Temer nomeou Arno Meyer, José Antonio Eirado Neto, Marcelo Campos Prata, Paulo Henrique Angelo Souza e Roberto Derziê de Sant'anna como vice-presidentes da Caixa Econômica Federal, de acordo com um comunicado no Diário Oficial do país. Joaquim Lima de Olivera e José Galli foram desligados de seus cargos de vice-presidente.

* A Fitch Ratings alterou sua perspectiva da nota nacional de longo prazo do Banco Triângulo SA A-(bra) de estável para positiva. A revisão reflete o crescimento dos resultados operacionais do banco desde 2014 com um apetite equilibrado por risco, apesar de operar em um ambiente econômico recessivo, segundo informou a Fitch.

* O presidente Michel Temer pretende conversar com Donald Trump na semana de 12 de dezembro, já que o país sul-americano acredita que a promessa de campanha do presidente dos EUA de reformular o pacto comercial NAFTA poderá criar oportunidades para empresas brasileiras, informou a Reuters, citando um funcionário graduado do governo brasileiro.

* Renan Calheiros, presidente do Senado brasileiro, declarou que uma votação final sobre a proposta do governo de limitar os gastos públicos ocorrerá no dia 13 de dezembro, informou a Reuters. Em uma nota aos clientes, o Credit Suisse anunciou que o Brasil corre o risco de prolongar sua recessão em 2017 se as medidas de ajuste fiscal forem rejeitadas, informou o Valor Econômico.

* O Banco Bradesco SA informou que seu conselho executivo propôs o pagamento de juros adicionais sobre o patrimônio líquido dos acionistas de aproximadamente 1,49 bilhão de reais, o que corresponde a um valor líquido de 21,82 centavos por ação ordinária e 24 centavos por ação preferencial.

* A Caixa Econômica Federal concordou em estender um empréstimo de 120 milhões de reais ao empreendedor imobiliário Rossi Residencial, informou o Valor Econômico.

REGIÃO ANDINA

* O Equador arrecadou 750 milhões de dólares com a emissão de um título de 10 anos no mercado de títulos em dólares americanos em 8 de dezembro, informou a Reuters. O título foi cotado em paridade a uma taxa de 9,65%, de acordo com fontes do mercado.

CONE SUL

* O Fundo Monetário Internacional aumentou sua previsão de crescimento econômico para o Uruguai em 2016 da estimativa anterior de 0,1% para 0,7%, observando que o país mostrou-se resistente aos problemas nos vizinhos Argentina e Brasil, informou o El País.

* O Banco de la Nación Argentina concederá 100 milhões de dólares em empréstimos subsidiados para financiar projetos de energia renovável na Argentina, informou o El Economista, citando o presidente Carlos Melconian.

* Alberto Chang, fundador da empresa chilena de investimentos Arcano, que está sob investigação por supostamente fraudar investidores americanos em 7,4 milhões de dólares, foi preso em Malta, segundo informou o Diario Financiero.

* A seguradora chilena Consolidada-Zurich planeja investir mais 150 milhões de dólares nos próximos cinco anos para aumentar sua carteira de leasing, informou o Pulso, citando Ramiro Figueroa, diretor de investimentos imobiliários da empresa.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* A Moody's atribuiu uma perspectiva negativa aos bancos latino-americanos para 2017, uma vez que espera que o fraco crescimento econômico afete seus ambientes operacionais e a qualidade de seus ativos e que os custos de crédito mais elevados afetem sua lucratividade. As incertezas econômicas após a recente eleição presidencial norte-americana afetarão os credores da região, especialmente no México e na América Central.

* O Bank of Nova Scotia e a QED Investors LLC vão lançar uma parceria para fornecer uma plataforma de capital de risco a startups de tecnologia financeira na América Latina, segundo informaram as empresas. A QED atuará como gestora do fundo, enquanto o Scotiabank ajudará a determinar potenciais investimentos estratégicos em países da Aliança do Pacífico, que inclui México, Chile, Colômbia e Peru.

A S&P Global Inc. adquire S&P Global Ratings e S&P Global Market Intelligence.

Matthew Craze contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.