trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/J5t9X4VHuSj9aRmrSA0GVw2 content
Log in to other products

Login to Market Intelligence Platform

 /


Looking for more?

Contact Us

Request a Demo

You're one step closer to unlocking our suite of comprehensive and robust tools.

Fill out the form so we can connect you to the right person.

If your company has a current subscription with S&P Global Market Intelligence, you can register as a new user for access to the platform(s) covered by your license at Market Intelligence platform or S&P Capital IQ.

  • First Name*
  • Last Name*
  • Business Email *
  • Phone *
  • Company Name *
  • City *
  • We generated a verification code for you

  • Enter verification Code here*

* Required

Thank you for your interest in S&P Global Market Intelligence! We noticed you've identified yourself as a student. Through existing partnerships with academic institutions around the globe, it's likely you already have access to our resources. Please contact your professors, library, or administrative staff to receive your student login.

At this time we are unable to offer free trials or product demonstrations directly to students. If you discover that our solutions are not available to you, we encourage you to advocate at your university for a best-in-class learning experience that will help you long after you've completed your degree. We apologize for any inconvenience this may cause.

In This List

BM&FBOVESPA busca empréstimo bancário para financiar fusão com Cetip

Infrastructure Issues: Tools to Dig Deep on Potential Risks

Street Talk Episode 68 - As many investors zig away from bank stocks, 2 vets in the space zag toward them

Street Talk Episode 66 - Community banks tap the debt markets while the getting is good

Street Talk Episode 67 - Veteran investor tabs Mick Mulvaney to help with latest financial stock-focused fund


BM&FBOVESPA busca empréstimo bancário para financiar fusão com Cetip

* A BM&FBOVESPA SA – Bolsa de Valores Mercadorias e Futuros pedirá a bancos um empréstimo de cerca de 2,5 bilhões de reais para concluir a recém-anunciada fusão de dinheiro e ações com a Cetip SA – Mercados Organizados, segundo informações de fontes ao serviço de notícias Agência Estado. O CEO da BM&FBOVESPA, Edemir Pinto, disse em uma entrevista coletiva que o valor a ser pago em dinheiro poderia aumentar de 75% para 85% sob uma provisão no contrato de fusão que busca proteger acionistas da Cetip em caso de mudanças no preço das ações da BM&FBOVESPA, informou a Reuters.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* O Ministro da Fazenda do México usará os fundos do Banco de México para reduzir a emissão de dívidas do governo em pelo menos 64 bilhões de pesos mexicanos em 2016 e recomprar até 103 bilhões de pesos de dívida soberana, informou a Reuters. O banco central disse anteriormente que transferirá 239 bilhões de pesos para o ministério a partir dos ganhos obtidos nas reservas em dólares americanos em 2015.

* O governo da Guatemala contratou o Bank of America Merrill Lynch para gerenciar a venda de até 500 milhões de dólares em títulos, informou o El Periodico.

* A Nacional Financiera SNC concedeu cerca de 1,12 bilhão de pesos mexicanos em empréstimos nos dois primeiros meses de 2016, o que representa 12,4% dos 9 bilhões de pesos que a empresa pretende liberar no ano inteiro, informou o El Economista.

BRASIL

* O Supremo Tribunal Federal do Brasil concedeu uma liminar solicitada pelo estado do Rio Grande do Sul que permite que ele reduza a quantidade de pagamentos de dívidas ao Tesouro nacional sem incorrer em penalidades, informou o Valor Econômico. O governo federal poderá perder 27 bilhões de reais em receitas em 2016 se a decisão for estendida para outros estados que estão fazendo solicitações semelhantes.

* O governo brasileiro decidiu postergar o envio ao Congresso de um projeto de lei para reformas na aposentadoria uma vez que enfrenta um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, informou o jornal O Estado de S.Paulo.

* O número de brasileiros endividados aumentou de 54,6 milhões no início de 2015 para 58,7 milhões, disse a agência de crédito SPC Brasil.

* O índice de inadimplência entre consumidores no Brasil aumentou 2,8% no período de 12 meses até março, de acordo com a empresa de pesquisa de crédito Boa Vista SPC. No primeiro trimestre de 2016, o número de consumidores inadimplentes no país aumentou 5,8% em comparação com o mesmo período no ano anterior.

* O Banco Santander (Brasil) S.A. abriu uma linha de crédito para franquias no valor de 1 bilhão de reais, informou o Diário Comércio Indústria & Serviços. O banco visa dobrar seu número de clientes na área até o final de 2016.

* A corretora do Banco Fator SA, Fator SA Corretora de Valores, deixará de gerenciar ações e derivativos de clientes em decorrência da contração dos mercados de capital no Brasil, informou a Reuters. O diretor de operações de corretagem da Fator, Rodolfo Froes, disse que a empresa quer liberar capital que possa ser alocado para suas operações de renda fixa privada e pública.

* No Brasil, o volume crescente de empréstimos reestruturados pode estar "abrandando a inadimplência" entre os bancos do país ao passo que "exagera a cobertura de reservas", segundo a Moody's. Os empréstimos reestruturados no país aumentaram 37% no comparativo anual no final de 2015, informou a agência de rating, acrescentando que os bancos locais têm usado essas reestruturações de empréstimos para evitar o reconhecimento de empréstimos não pagos.

* Um comitê especial da câmara de deputados no Brasil votou a favor da recomendação do impeachment da presidente Dilma Rousseff pelas acusações de que ela financiou ilicitamente um déficit orçamentário, informou a Bloomberg News. Todos os deputados podem votar a recomendação do comitê até 17 de abril.

* O recente acordo de aquisição da Cetip SA e, antes disso, a compra de 4,1% de participação na bolsa de valores mexicana são positivos para o crédito da BM&FBOVESPA SA uma vez que essas transações aumentarão a diversificação de receitas da operadora de valores brasileira e permitirão que ela amplie sua dominância no Brasil, disse a Moody's.

* Investidores estrangeiros estão prontos para entrar no mercado brasileiro, já que acreditam que o país agora tem instituições mais sólidas e que o ambiente global também está mais favorável para ativos de mercados emergentes, informou o Valor Econômico, citando Roberto Campos, diretor de tesouraria do Santander para a região das Américas.

* O mercado de seguros pessoais no Brasil registrou 29,76 bilhões de reais em prêmios em 2015, o que representa um crescimento de 7,63% em comparação com o ano anterior, informou a Sonho Seguro, citando dados da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida, FenaPrevi.

REGIÃO ANDINA

* O Banco Agropecuario espera conceder mais de 1,9 bilhão de sóis peruanos em crédito a micro e pequenos produtores rurais no Peru em 2016 com a ajuda de investidores privados, informou o Gestión, citando o presidente Enrique Díaz.

* A Suprema Corte venezuelana, que é composta por partidários do presidente Nicolás Maduro, anulou uma lei de anistia que exigia a libertação de cerca de 80 prisioneiros políticos, informou a The Wall Street Journal. A lei foi proposta pela Assembleia Nacional controlada pela oposição.

* O Grupo Aval Acciones y Valores SA divulgou lucro líquido atribuível a proprietários da matriz de cerca de 693,4 bilhões de pesos colombianos no quarto trimestre de 2015, um aumento de 52,8% em relação aos 453,9 bilhões de pesos no mesmo período do ano anterior.

CONE SUL

* O ex-ministro da economia da Argentina Axel Kicillof testemunhará em uma investigação de acusações de lavagem de dinheiro contra a ex-presidente Cristina Fernández de Kirchner, informou o Clarín.

* Em uma pesquisa feita pelo Banco Central de Chile com bancos chilenos, 40% dos entrevistados disseram que a demanda interna por empréstimos caiu no primeiro trimestre, enquanto 46% também notaram uma queda na procura por crédito para financiamento de imóveis, informou o BNamericas.

* Os credores que travaram uma longa batalha legal contra a Argentina por títulos de dívida não pagos serão os primeiros a receber o pagamento quando o país emitir um novo título, que deve ser avaliado em 18 de abril, segundo a Reuters. A Argentina sinalizou vários riscos nos documentos de comercialização da emissão pendente, incluindo cláusulas de ações coletivas, informou o Financial Times.

* Jorge Ramírez, presidente do setor de corretagem do Banco del Estado de Chile, disse ao Pulso que a negociação entre o Chile e o Brasil será beneficiada se a BM&FBOVESPA SA decidir aumentar sua participação na Bolsa de Valores de Santiago.

* Alvaro Saieh, presidente do CorpGroup, reconheceu que as negociações de fusão entre o CorpBanca e o Banco Itaú Chile foram difíceis, sobretudo em relação à proteção dos interesses dos acionistas minoritários, informou o Diario Financiero. A entidade originária da fusão, Itaú CorpBanca, anunciou a nomeação de um novo conselho composto por 11 diretores permanentes e 2 substitutos.

* Tanto o Banco Macro S.A. quanto o Banco Hipotecario SA observaram interesse moderado no público argentino com relação a uma nova forma de empréstimo imobiliário indexado pela inflação, informou o Cronista. A maioria dos bancos argentinos ainda está em processo de definição de detalhes sobre esses novos empréstimos, que foram anunciados recentemente pelo banco central.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* A Nomura Holdings Inc. pretende eliminar postos de trabalho nas Américas e na Europa uma vez que a corretora japonesa luta para recuperar suas operações no exterior, informou o The Wall Street Journal, citando "pessoas familiarizadas com o assunto".

* A Moody's disse estimar que o índice global de grau especulativo com risco de inadimplência aumentará dos 3,8% atuais para 4,6% daqui a um ano, confirmando a visão de que o ciclo de inadimplência corporativa mudou de sentido e agora está em ascensão.

Matthew Craze contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8:00 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.