trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/ID9Xa556rClnaySB4KYbfg2 content esgSubNav
Log in to other products

 /


Looking for more?

Contact Us
In This List

Banco Macro tido como favorito para compra do Patagônia

Podcast

Street Talk Episode 76: Record pace of fintech M&A, funding in Q1'21 has legs

Street Talk – Episode 76: Record pace of fintech M&A, funding in Q1'21 has legs

Blog

Banking Essentials Newsletter: May Edition

Fintech Intelligence Digital Newsletter: April 2021


Banco Macro tido como favorito para compra do Patagônia

* O Banco Macro S.A. é considerado o principal favorito para comprar a participação do Banco do Brasil SA no banco argentino Banco Patagonia S.A., com ofertas não vinculativas que deverão ser apresentadas a partir de 15 de fevereiro, informou o El Cronista, citando fontes do setor bancário local. Outros bancos também estão interessados no Patagônia, mas o Banco Macro apresenta a posição financeira mais sólida para efetuar a compra, segundo relataram as fontes.

* O Banco Central do Brasil anunciou que vai simplificar os regulamentos de reserva para reduzir as despesas de administração das instituições financeiras sem influenciar sua política monetária, informou a Reuters. O banco central eliminou cerca de 15 regras de dedução para unificar o período de cálculo dos depósitos de prazo, de demanda e de poupança. "Estamos trabalhando para criar um ambiente macroeconômico mais positivo que, com o tempo, reduzirá os custos de crédito", declarou Reinaldo Le Grazie, diretor de política monetária do banco central.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* A inflação no México atingiu 4,78% nos 12 meses até meados de janeiro, informou a Reuters, citando o instituto nacional de estatísticas do país. Esse número, que é o maior registrado para a inflação na primeira quinzena de janeiro em mais de quatro anos, aumenta a probabilidade de de que o banco central eleve novamente a taxa de juros em fevereiro.

* O Canadá dará prioridade à manutenção de suas próprias relações comerciais com os EUA durante as negociações do NAFTA e poderá não ser capaz de apoiar o México nessas negociações, informou a Reuters, citando fontes do governo canadense. "Nós amamos nossos amigos mexicanos, mas nossos interesses nacionais vêm em primeiro lugar e a amizade em segundo", declarou uma fonte, acrescentando que "os dois não são mutualmente exclusivos".

* O Banco Nacional de México SA Integrante del Grupo Financiero Banamex, uma unidade do Citigroup Inc., com sede em Nova York, anunciou que não foi afetado por uma campanha de mídia social que incentiva os mexicanos a consumir bens e serviços locais, informou o El Economista.

BRASIL

* O BTG Pactual Group lançou uma plataforma digital voltada para clientes de alta renda com 160.000 reais ou mais em dezembro de 2016, segundo Marcelo Flora, diretor de serviços digitais do banco, informou à S&P Global Market Intelligence. Com a nova plataforma, o BTG espera conquistar 3 milhões de contas e 10% de participação no segmento de serviços bancários digitais de alta renda de 650 bilhões de reais dentro de três a quatro anos.

* Ronaldo Fleury, procurador-geral do Brasil para causas trabalhistas, declarou que as reformas propostas pelo presidente Michel Temer para essa área são inconstitucionais, informou a Reuters. "Em tempos de crise, os trabalhadores precisam de mais proteção, não menos", disse Fleury em uma coletiva de imprensa. Temer está tentando reformar as leis trabalhistas do país para permitir a terceirização e contratos e horas de trabalho mais flexíveis.

* O índice de cheques sem fundo no Brasil aumentou de 2,26% em 2015 para 2,36% em 2016, informou o Valor Econômico, citando a empresa de pesquisa de crédito Serasa Experian.

* O banco central brasileiro registrou um déficit em conta corrente de cerca de 23,51 bilhões de dólares em 2016, que foi totalmente coberto pelos 78,9 bilhões de dólares em investimento estrangeiro direto que o país recebeu, informou a Reuters, citando dados do banco central.

* Quatro dos maiores bancos listados no Brasil - Banco do Brasil SA, Itaú Unibanco Holding SA, Banco Bradesco SA e Banco Santander (Brasil) SA - deverão registrar um lucro combinado de 13,98 bilhões de reais no quarto trimestre de 2016, com uma queda de 1,4 % em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo seis analistas consultados pelo Valor Econômico.

REGIÃO ANDINA

* O Banco De Desarrollo De América Latina anunciou o lançamento de títulos no valor de 220,2 milhões de reais no mercado japonês. Os títulos de três anos, emitidos conjuntamente com a Daiwa Securities, foram vendidos no mercado Uridashi a investidores japoneses.

* O CEO do Scotiabank Perú S.A.A., Miguel Uccelli, declarou que o banco intensificará seus esforços de transformação digital em 2017 e fará mais uso da tecnologia financeira para obter uma melhor compreensão de seus clientes, informou o El Comercio.

* Eduardo Ferreyros, ministro peruano do Comércio Exterior e do Turismo, declarou que o Peru continuará sendo um parceiro estratégico para os EUA sob o novo governo de Donald Trump, já que os dois países têm um acordo de livre comércio bilateral "benéfico para ambos", informou o La República.

CONE SUL

* O Banco Central de la República Argentina decidiu manter sua taxa de juros de referência em 24,75% pela oitava semana consecutiva. A instituição citou dados recentes divulgados na província de San Luis que, além dos dados anteriores, confirmam o processo de desaceleração da inflação observado no segundo semestre de 2016.

* O presidente e CEO da Credicorp Ltd. Dionisio Romero Paoletti renunciou ao cargo de diretor do Banco de Credito e Inversiones SA, do Chile, de acordo com um comunicado. O conselho do BCI nomeou Hernán Orellana Hurtado para substituir Paoletti.

* A Argentina registrou um déficit fiscal primário de 359,4 bilhões de pesos argentinos em 2016, um aumento em relação ao déficit de 235,1 bilhões de pesos do ano anterior, informou a Reuters, citando o Ministério do Tesouro. O país registrou um superávit comercial de cerca de 2,13 bilhões de dólares em 2016, em comparação com um déficit comercial de cerca de 2,97 bilhões de dólares no ano anterior, informou a agência de notícias separadamente, citando a agência de estatísticas do governo.

* O ministro da Fazenda da Argentina, Nicolás Dujovne, está considerando eliminar um imposto de 1,2% sobre os cheques, substituindo-o por um imposto de 2% sobre os depósitos bancários, informou El Cronista, citando fontes familiarizadas com o assunto.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* O presidente dos EUA, Donald Trump, deverá emitir ordens a partir de 25 de janeiro para instituir uma proibição temporária para a entrada da maioria dos refugiados, informou a Reuters, citando assessores do Congresso e especialistas em imigração informados sobre o assunto. O presidente também deverá ordenar a construção de um muro de fronteira entre os EUA e o México, além de outras medidas destinadas a reduzir o número de imigrantes ilegais nos EUA.

* A Moody's declarou que o perfil geral de suas perspectivas para o setor industrial sugere que as projeções de crescimento das empresas estão se estabilizando em níveis moderados. No entanto, o quadro oculta a volatilidade potencial que as empresas poderão enfrentar em 2017 frente a riscos de eventos geopolíticos. Mesmo antes de enfrentar esses riscos potenciais, as empresas estavam enfrentando um período prolongado de crescimento global fraco e uma perspectiva incerta para as taxas de juros dos EUA, observou a Moody's.

* O número total "anjos caídos", ou empresas que chegaram à chamada encruzilhada entre dívida de grau de investimento e de grau especulativo, diminuiu em 2016, mas manteve-se elevado no final do quarto trimestre, segundo a Moody's. Isso significa que mais empresas poderão ser rebaixadas para grau especulativo em 2017.

Matthew Craze contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8:00 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.