trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/HtucT1Ynlww8iovZSmtXWw2 content esgSubNav
In This List

BM&FBOVESPA adquire participação na bolsa de valores mexicana

Blog

Insight Weekly: Global stock performance; hydrogen pilot projects; Powell's Fed future unsure

Blog

How Financial Institutions are Managing Exposure to U.S. Municipals

Blog

Top 100 Banks: Capital Ratios Show Resilience to the Pandemic

Blog

Banking Essentials Newsletter: October Edition


BM&FBOVESPA adquire participação na bolsa de valores mexicana

* A BM&FBOVESPA SA – Bolsa de Valores Mercadorias e Futuros adquiriu uma participação acionária de cerca de 4,1% na Bolsa Mexicana de Valores SAB de CV com um investimento de 640 milhões de pesos mexicanos. A BM&FBOVESPA destacou que "continuará avaliando as oportunidades de expansão em atividades relacionadas às suas atividades comerciais principais".

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* A nova lei de disciplina financeira do México, que impõe limites sobre dívidas, é um crédito positivo para os governos regionais e locais do país, informou a Moody's. A legislação inclui três objetivos principais: melhorar a transparência, frear o aumento da dívida e melhorar a gestão financeira.

* A panamenha Caja de Ahorros abriu uma nova empresa chamada Banca Seguros, que oferece uma gama de produtos para seguros, inclusive seguros de vida, contra acidentes e voltados para residências, informou o Capital Financiero.

* Alvaro Aleman, chefe do gabinete presidencial do Panamá, disse que o governo pode tomar medidas contra a França depois que a nação europeia sinalizou que incluiria o Panamá em uma lista de jurisdições que não respeitam normas fiscais, informou a Reuters.

* Após uma investigação que durou quase um ano, a comissão de concorrência federal mexicana, a COFECE, descobriu que alguns gestores de fundos de pensão locais, ou AFORES, se envolveram em atividades de monopólio, entre elas a manipulação de preços, informou o El Economista. A comissão investigará, e as AFORES que supostamente cometeram irregularidades terão uma chance de se defender.

BRASIL

* Os bancos brasileiros continuarão enfrentando pressão sobre a rentabilidade e a qualidade de seus ativos frente à contínua volatilidade do mercado, disse a Moody's. A crescente aversão a riscos e a abordagem cada vez mais conservadora nos empréstimos dificultarão o crescimento do crédito, a capacidade de refinanciamento e a liquidez dos mutuários, acrescentou a agência.

* A equipe econômica do governo brasileiro está avaliando a viabilidade da venda da IRB-Brasil Resseguros SA através de um leilão público em vez de uma oferta pública inicial, informou O Estado de S. Paulo. A oferta pública inicial da IRB estava planejada inicialmente para 2015, mas foi cancelada devido a condições de mercado desfavoráveis em meio à piora da crise econômica no Brasil.

* Empresas brasileiras entraram com 409 pedidos de falência no primeiro trimestre, mais que o dobro dos 191 pedidos registrados no mesmo período há um ano, informou a Reuters, citando a empresa de pesquisa de crédito Serasa Experian. "O recrudescimento da crise econômica no Brasil e o aumento dos custos financeiros e operacionais têm quebrado sucessivos recordes no número de pedidos de falência", disse a Serasa.

* O Credit Suisse Group AG está demitindo nove executivos de suas operações brasileiras de produtos estruturados e renda fixa, informou a Bloomberg News, citando "duas pessoas com conhecimento do assunto". Oito executivos já saíram, enquanto Sergio Machado, diretor-executivo da empresa, deve sair em breve, disseram as fontes.

* O Banco do Brasil SA está expandindo sua divisão de serviços bancários atacadistas para oferecer serviços de consultoria a clientes que querem reestruturar suas finanças, informou a Reuters, citando Maurício Maurano, vice-presidente do segmento atacadista da empresa.

* O vice-presidente brasileiro Michel Temer entregará a liderança do PMDB ao senador Romero Jucá, que atualmente é o vice-presidente do partido, informou O Globo. Enquanto isso, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurelio Mello, ordenou que o Congresso iniciasse o processo de impeachment contra Temer por alegações de que ele teria ajudado a manipular o orçamento do governo, informou a Reuters.

REGIÃO ANDINA

* Empréstimos no varejo para micro e pequenas empresas no Peru cresceram 1,8% no comparativo anual em fevereiro, o quinto mês consecutivo de crescimento, informou o El Comercio, citando a associação bancária peruana, Asbanc.

* O Banco Davivienda SA fez uma injeção de capital equivalente a cerca de 31 milhões de dólares na unidade Corporación Davivienda (CR) SA, informou o La República.

* Reguladores colombianos anunciaram a conclusão da liquidação da Interbolsa Holding, matriz da corretora falida InterBolsa SA, informou o Portafolio.

CONE SUL

* As empresas de seguros chilenas divulgaram lucro total de 605 milhões de dólares em 2015, um aumento de 22,7% em relação ao ano anterior, informou o BNamericas. Por outro lado, os prêmios subscritos cresceram 14,5% ao ano, chegando a 10,4 bilhões de dólares.

* A Argentina solicitou aos seus credores mais tempo para fazer os pagamentos de dívidas segundo os termos de um acordo histórico firmado recentemente entre as partes, informou a Bloomberg News. O governo não poderá cumprir o prazo de pagamento em 14 de abril devido a uma audiência. Os obrigacionistas devem concordar com o adiamento do prazo ou arriscar a quebra do contrato, informou o ministro da Fazenda argentino Alfonso Prat-Gay.

* O chileno Banco Ripley está trabalhando com a empresa de consultoria McKinsey para reestruturar as operações do banco e ampliar sua gama de produtos, informou o Diario Financiero. De acordo com a reportagem, o banco quer tornar as operações mais eficientes, embora a estratégia não envolva necessariamente demissões.

* Durante uma reunião da cúpula econômica na Argentina, os banqueiros locais disseram que o contrato de dívida do país com credores de holdout e a inflação em queda são os principais fatores que podem ajudar a Argentina a atrair mais investimentos e impulsionar o crescimento, informou o La Nación.

* A promotoria pública econômica do Chile decidiu investigar um acordo firmado entre o Banco Santander Chile, o Banco Bilbao Vizcaya Argentaria Chile SA e o Banco de Chile para criar uma empresa para gerenciar os caixas eletrônicos dos bancos localizados fora das agências, informou o Diario Financiero. A promotoria acredita que o contrato impõe determinados riscos que não foram considerados.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* Sob um cenário de preços de commodities mais baixos durante um período maior do que o esperado, muitos países da América Latina e do Caribe vivenciarão uma guinada estrutural em suas futuras tendências de crescimento, informou a Moody's. Com base em sua exposição e suscetibilidade a abalos nos preços das commodities, a agência de rating espera que, para a maioria dos exportadores de commodities da América Latina, a tendência de crescimento de 2016 a 2020 será mais baixa em cerca de um ponto percentual em relação ao seu desempenho de crescimento entre 2000 e 2015.

Paula Mejía contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8:00 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.