trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/e9myt3ur0c2ozsfgmp5n4g2 content
Log in to other products

Login to Market Intelligence Platform

 /


Looking for more?

Contact Us

Request a Demo

You're one step closer to unlocking our suite of comprehensive and robust tools.

Fill out the form so we can connect you to the right person.

If your company has a current subscription with S&P Global Market Intelligence, you can register as a new user for access to the platform(s) covered by your license at Market Intelligence platform or S&P Capital IQ.

  • First Name*
  • Last Name*
  • Business Email *
  • Phone *
  • Company Name *
  • City *
  • We generated a verification code for you

  • Enter verification Code here*

* Required

In this list

Porto Seguro e AIG fazem acordo para carteira automotiva; BNDES muda foco para energia limpa

Entertainment Promos Take Center Stage Amid Coronavirus Lockdowns

Gauging Supply Chain Risk In Volatile Times

Medical IoT Technology in US Hospitals Helps to Reduce Costs and Improve Care

Internet Traffic Spikes By One Third In March


Porto Seguro e AIG fazem acordo para carteira automotiva; BNDES muda foco para energia limpa

* A Porto Seguro SA anunciou que a unidade Porto Seguro Companhia de Seguros Gerais, Porto Cia. chegou a um acordo para adquirir a carteira de seguros automotivos da AIG Seguros Brasil SA. O negócio, sujeito a aprovações regulatórias, envolve a transferência de aproximadamente 25.000 apólices de seguro automotivo, incluídos certificados e endossos. O valor da compra não foi divulgado. 

* O banco estatal brasileiro Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social aumentará o financiamento para energia solar e reduzirá empréstimos para grandes usinas hidrelétricas e para usinas termoelétricas alimentadas a gás natural, informou a Bloomberg News, citando Marilene Ramos, a diretora de infraestrutura do banco. A empresa deixará de oferecer respaldo a usinas termoelétricas movidas a carvão ou petróleo.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* O Banco de México anunciou que sua taxa média de juro interbancário de 28 dias denominada em pesos mexicanos será incluída na lista de contratos de swap da Commodity Futures Trading Commission dos EUA, informou a Reuters.

* O crescimento do crédito dos bancos comerciais para o setor privado do México caiu de 13,9% em julho para 13% em agosto, devido a uma desaceleração em quase todos os segmentos do mercado, informou o El Noticiero, citando dados do Banco de México. O índice para agosto ficou abaixo da previsão de crescimento de 13,2% feita pelos economistas do Banorte Ixe.

* Analistas da FocusEconomics e da Global Insight acreditam que no final de outubro o Fundo Monetário Internacional baixará  sua previsão de crescimento do México em 2016, que atualmente está em 2,5%, informou o El Economista. A expectativa se baseia em uma desaceleração nos EUA e o impacto nas exportações mexicanas, e também em um menor consumo interno e cortes nos gastos do governo.

CARIBE

* A Republic Financial Holdings Ltd. anunciou a nomeação de Robert Riley para o seu conselho de diretores a partir de 1 de outubro. Riley é advogado e ocupou vários cargos seniores de gerência executiva e jurídica ao longo de sua carreira de mais de 30 anos.

BRASIL

* O Banco Bradesco SA anunciou que vai mudar o nome de 851 filiais, de cerca de 3.816 caixas eletrônicos e de 4.250 pontos de serviço do HSBC Bank Brasil SA - Banco Múltiplo para Bradesco no fim de semana de 8 de outubro. O banco também integrará 5 milhões de clientes do HSBC Brasil.

* A Caixa Econômica Federal está investindo mais de 1 milhão de reais em uma competição de inovação para encontrar soluções financeiras para segmentos de baixa renda da população brasileira, informou o Diário Comércio Indústria & Serviços.

REGIÃO ANDINA

* A Moody's disse que sua nota A3 para o Peru equilibra um histórico prolongado de estabilidade econômica, de políticas voltadas para o mercado e de gerenciamento fiscal prudente com limitações relacionadas às fracas instituições políticas do país. A agência de classificação de risco prevê que os indicadores de crédito do Peru permanecerão próximos de seus níveis atuais nos próximos três a cinco anos. 

* O peso colombiano caiu até 2,8% em 3 de outubro, terminando o dia em queda de cerca de 2%, depois de uma votação apertada no país rejeitar um acordo de paz com rebeldes das FARC no dia anterior. O índice-padrão do mercado de ações, conhecido como COLCAP, teve perda de 1,2% e fechou a 1.322,12 pontos. O Presidente Juan Manuel Santos anunciou que formará um comitê para dar continuidade ao processo de paz por meio de discussões com os opositores ao acordo, informou o The Wall Street Journal.

* A gestora de ativos BlackRock Inc., com sede nos EUA, identificou oportunidades de investimentos de longo e curto prazos no Peru em áreas como infraestrutura e turismo, informou o Gestión, citando comentários da vice-presidente, Claudia Morales. A empresa pode investir no Peru diretamente ou por meio de fundos de renda fixa e de ações.

* A Moody's declarou que o voto da Colômbia contra o acordo de paz do governo com as FARC é negativo para o crédito do país e provavelmente "minará a capacidade de o governo aprovar outras reformas", informou a Reuters. A Fitch Ratings disse que a votação não terá impacto em suas notas soberanas para a Colômbia.

CONE SUL

* O déficit orçamentário do Chile para 2017 crescerá de 3,1% em 2016 para aproximadamente 3,3% do PIB e, como resultado, o país não será mais o único credor líquido nas Américas, informou a Bloomberg News, citando o Ministério da Fazenda do país.

* A receita fiscal da Argentina saltou 30% em setembro no comparativo anual e atingiu cerca de 168,32 bilhões de pesos argentinos, informou a Reuters, citando a agência fiscal AFIP.

* A Caja Los Héroes, instituição de aposentadoria e poupança do Chile, está interessada em entrar no ramo de cartões pré-pagos e avalia o retorno que poderá gerar com essa iniciativa, informou o Diario Financiero.

* Embora o conselho do Banco Central de Chile tenha votado com unanimidade para manter sua taxa de juros de política monetária em 3,5% em setembro, as minutas daquela reunião mostram que os estrategistas econômicos de fato consideraram reduzi-la, informou o Pulso.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* O Presidente do Brasil Michel Temer chegou à Argentina em 3 de outubro para discutir a retomada de relações comerciais bilaterais com o presidente argentino Mauricio Macri, informou o El Cronista. A visita marca a primeira reunião formal entre os dois chefes de estado. 

* Felipe Hirai, estrategista de ações do Bank of America Merrill Lynch para a América Latina, disse que o banco tem uma perspectiva positiva do Brasil e do Peru, principalmente em vista das expectativas de maior crescimento econômico nos próximos anos, informou o Diario Financiero. O banco tem uma recomendação de subponderação para o México e o Chile devido a expectativas de crescimento mais fracas.

Paula Mejía contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.