trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/5nhmfkoqs_zwfujlmjervw2 content
Log in to other products

Login to Market Intelligence Platform

 /


Looking for more?

Contact Us

Request a Demo

You're one step closer to unlocking our suite of comprehensive and robust tools.

Fill out the form so we can connect you to the right person.

  • First Name*
  • Last Name*
  • Business Email *
  • Phone *
  • Company Name *
  • City *

* Required

In this list

UBS reestrutura operações mexicanas; Banco Votorantim investe em startups de tecn. financeira

Street Talk Episode 51 - Goldman Talks Libor Transition, Recent SOFR Volatility

#ChangePays: Although Still Underrepresented, Women in the C-Suite are Driving Profitability

Cable Nets For Kids Enjoy Wide Carriage On Skinny Bundles

Energy

Power Forecast Briefing: Fleet Transformation, Under-Powered Markets, and Green Energy in 2018


UBS reestrutura operações mexicanas; Banco Votorantim investe em startups de tecn. financeira

* O UBS Group AG tem planos para que sua unidade mexicana de corretagem, UBS Casa de Bolsa, assuma no próximo ano as operações da subsidiária bancária local, UBS Bank México SA Institución de Banca Múltiple UBS Grupo Financiero, informou a Reuters, citando um memorando interno. Devido à reestruturação planejada, que está sujeita a aprovação regulatória, o UBS não pretende renovar sua licença para serviços bancários no México, declarou "uma pessoa familiarizada com o assunto" à agência de notícias.

* O Banco Votorantim SA vai investir um montante inicial de 3 milhões de reais no fundo para startups brasileiras da Microsoft Corp., em uma parceria para investimentos em empresas iniciantes do setor de tecnologia financeira, informou a Reuters. "Estamos procurando empresas que já passaram dos estágios de validação e desenvolvimento de produtos e precisam de capital para crescer e ganhar força no mercado", disse o diretor de estratégia, planejamento e crédito de varejo do Banco Votorantim, Gabriel Ferreira.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* A Fitch Ratings colocou a nota nacional AA(GTM) da Aseguradora General S.A. em Observação Negativa. A decisão se baseou no anúncio do acordo de venda da participação de 51% da Generali na seguradora, sujeito a aprovação regulatória.

* Os sete maiores bancos do México, também conhecidos como o G-7, estão entre as entidades do setor financeiro com maior risco de exposição à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, informou o El Economista, citando um estudo realizado pela unidade de inteligência financeira do governo.

* A Moody's declarou que o investimento de 25 bilhões de pesos mexicanos no Banco Nacional de México SA Integrante del Grupo Financiero Banamex, anunciado recentemente pelo Citigroup Inc., tornará a subsidiária mais competitiva com a melhora de sua posição no mercado e o aumento da eficiência operacional, informou o El Economista.

* O Banco del Bajío S.A. anunciou a introdução da tecnologia Near Field Communication (ou Comunicação por Campo de Proximidade) para ajudar seus clientes a fazerem pagamentos por meios sem fio em lojas no México, informou o El Economista.

* A UNIFIN Financiera S.A.B. de C.V. SOFOM E.N.R. pretende captar até 3 bilhões de pesos mexicanos com a emissão de dívida na bolsa de valores local, informou o El Economista, citando o CEO Luis Barroso. A empresa usará os recursos como capital de giro e para gerar novos negócios.

BRASIL

* A Fitch Ratings retirou a nota de gestor de ativos de "altíssimo padrão" da HSBC Gestao de Recursos Ltda. devido à reorganização da unidade de negócios e à incorporação de sua controladora, o HSBC Bank Brasil SA - Banco Múltiplo, pelo Banco Bradesco SA.

* A Câmara dos Deputados do Congresso brasileiro teve uma votação de 366 a favor e 111 contra a aprovação da proposta do Presidente Michel Temer para limitar aumentos nos gastos públicos à taxa de inflação, informou a Reuters. A medida ainda está sujeita a outra votação de maioria absoluta na casa e duas votações no mesmo sistema no Senado.

* A Azimut Holding SpA, com sede na Itália, anunciará em breve uma fusão de suas subsidiárias brasileiras, AZ Quest Investimentos Ltda. e AZ Legan Asset Management Ltda., informou a Reuters, citando "duas pessoas com conhecimento direto do negócio". A entidade resultante pode ter aproximadamente 4,3 bilhões de reais em ativos sob gestão.

* Promotores públicos do Brasil apresentaram acusações adicionais de corrupção contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 10 de outubro, informou a Reuters. Lula já enfrenta outras acusações em uma investigação abrangente de corrupção na empresa petrolífera estatal Petrobrás.

* Tanto o real brasileiro como o índice nacional de referência de ações IBOVESPA apresentaram desempenho forte até agora em 2016, e muitos analistas acreditam que o Brasil está em condições para mais ganhos à medida que o novo governo implementar novas reformas, informou o Financial Times. "O Brasil é o mercado mais promissor da América Latina neste momento, mais até que a Argentina, devido à baixa valorização e à direção da política", disse Walter Molano, da BCP Securities.

* O UBS Group AG associou-se à empresa de consultoria imobiliária Real Estate Capital para atender à demanda crescente entre investidores institucionais por oportunidades no mercado de imóveis do Brasil, informou a Reuters. A parceria terá como objetivo principalmente investimentos nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo.

* A Cielo S.A. nomeou Victor Schabbel, ex-analista do Credit Suisse Group AG, como novo diretor de relações com investidores, informou o Valor Econômico. Schabbel substitui Roberta Noronha, que deixou a operadora brasileira de cartões de crédito e de débito.

* Ronaldo Cury, vice-presidente de habitação popular do Sindicato da Indústria de Construção Civil do Estado de São Paulo, disse que o anúncio recente de que a Caixa Econômica Federal tem 34 bilhões de reais disponíveis para crédito imobiliário para o restante de 2016 não é suficiente para aquecer o setor, informou o Valor Econômico. Segundo Cury, o governo também deve baixar as taxas de juros para impulsionar a demanda por empréstimos.

* O volume total de negócios nos mercados de capitais do Brasil atingiu 42,98 bilhões de reais no terceiro trimestre, mais que o dobro do mesmo período do ano passado, informou o Valor Econômico, citando dados da associação de entidades dos mercados financeiro e de capitais, ANBIMA.

REGIÃO ANDINA

* Em 27 de outubro, o governo colombiano começará negociações de paz com o Exército de Libertação Nacional, o segundo maior grupo rebelde do país depois das FARC, informou a Reuters. As negociações ocorrem após os colombianos terem rejeitado o acordo de paz a que o governo havia chegado com rebeldes das FARC.

* O Citigroup Inc. deve vender suas operações de serviços bancários de varejo na Colômbia a um banco já estabelecido no país, como o Banco Davivienda SA, o Banco GNB Sudameris SA, o Banco Colpatria Multibanca Colpatria SA e o Banco CorpBanca Colombia SA, informou o Portafolio. O Citi já anunciou acordos para vender suas operações de varejo no Brasil e na Argentina.

* A seguradora peruana La Positiva Seguros y Reaseguros S.A. deve emitir 15.000 apólices de seguro agrícola para fazendeiros de pequena e média escala no país em 2016, um aumento de 20% em comparação a 2015, informou o Gestión.

CONE SUL

* Felipe Carvallo, vice-presidente e analista sênior da Moody's, disse que 2016 pode ser o pior ano para o setor bancário na história recente do Chile devido à deterioração do ambiente operacional, à degradação da qualidade dos ativos e à pressão sobre a rentabilidade, informou o Diario Financiero. A agência de classificação de risco prevê um aumento na inadimplência do setor de crédito para mais de 2,6% nos próximos 12 a 18 meses. Em junho, o índice foi de 1,6%.

* Os empréstimos bancários ao setor industrial cresceram 6,8% nos 12 meses até agosto, enquanto o crédito para o setor de serviços saltou 11,4% no mesmo período, informou o El Observador, citando dados do banco central.

Matthew Craze contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8:00 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.