NESTA LISTA

Uma análise fundamental do S&P 500® Dividend Aristocrats®

O Valor da Pesquisa: Habilidade, Capacidade e Oportunidade

Aplicações globais dos setores do S&P 500®

Completando a imagem: Medindo o desempenho ambiental de estratégias de investimento em diferentes classes de ativos

O Impacto da Economia Global no S&P 500®

Uma análise fundamental do S&P 500® Dividend Aristocrats®

Contributor Image
Aye Soe

Managing Director, Global Head of Core and Multi-Asset Product Management

Contributor Image
Smita Chirputkar

Director, Global Research & Design

RESUMO

  •  Os dividendos cumprem uma função importante na geração de retornos totais de renda variável. Desde 1926, os dividendos representaram aproximadamente um terço dos retornos totais do S&P 500, enquanto a apreciação de capital foi responsável pelos dois terços restantes. Portanto, a renda sustentável dos dividendos e o potencial de apreciação de capital são fatores importantes para as expectativas de retornos totais

  • As empresas utilizam os dividendos estáveis e crescentes como sinal de confiança nas perspectivas da companhia, enquanto os investidores os consideram como indício da maturidade da empresa e da solidez do seu balanço.
  • O índice S&P 500 Dividend Aristocrats procura medir o desempenho das empresas do S&P 500 que seguiram uma política de aumento dos seus dividendos todos os anos, pelo menos durante 25 anos consecutivos.
  • O S&P 500 Dividend Aristocrats possui caraterísticas de crescimento de capital e de renda por dividendos, em contraste com outras estratégias puramente orientadas aos rendimentos dos dividendos ou à apreciação do capital.
  • Em todos os horizontes temporais analisados, o S&P 500 Dividend Aristocrats apresentou maiores retornos e uma menor volatilidade do que o S&P 500, o que se refletiu em maiores Sharpe ratios.
  • Ao momento do rebalanceamento realizado em dezembro de 2018, o S&P 500 Dividend Aristocrats tinha 57 títulos diversificados em 11 setores.
    o Os componentes possuem caraterísticas de crescimento e valor.
    o O índice tem uma percentagem significativamente superior de ações de alta qualidade (com classificação “A-” ou superior) em comparação com o S&P 500.
  • A composição do S&P 500 Dividend Aristocrats é diferente à dos benchmarks tradicionais focados nos dividendos e que apresentam um viés significativo para os setores de serviços financeiros e de utilidade pública. Em cada rebalanceamento, é aplicado um limite de 30% ao peso individual dos setores para garantir a diversificação.
  • O S&P 500 Dividend Aristocrats utiliza uma metodologia de ponderação equitativa.

pdf-icon PD F Baixar artigo completo

O Valor da Pesquisa: Habilidade, Capacidade e Oportunidade

Contributor Image
Craig Lazzara

Managing Director, Global Head of Index Investment Strategy

Contributor Image
Anu R. Ganti

Senior Director, Index Investment Strategy

Contributor Image
Hamish Preston

Director, U.S. Equity Indices

Contributor Image
Tim Edwards

Managing Director, Index Investment Strategy

RESUMO

Quanto deveria estar disposto a pagar um gestor de carteiras por conceito de pesquisa? Esta pergunta é importante para qualquer gestor, mas se tornou especialmente pertinente uma vez que as regras impostas recentemente pela União Europeia exigem que os custos da pesquisa em investimentos, oferecida anteriormente por bancos de investimento como compensação em espécie pelos negócios de corretagem, sejam separados dos custos de negociação.

Infelizmente, as tentativas para determinar o valor de mercado da pesquisa em circunstâncias normais estão fadadas ao fracasso. Ainda considerando apenas as recomendações diretas para comprar ou vender certos títulos, o seu valor para um gestor de carteiras mudará segundo o tamanho absoluto das posições tomadas em resposta. Em lugar disso, fornecemos um quadro para estimar os valores relativos em diferentes mercados e componentes, sob certas suposições estilizadas, mas razoáveis.

apresenta um resumo do nosso resultado principal: uma comparação do valor estimado das recomendações em mercados específicos, expresso como múltiplo de uma medição equivalente aplicada às recomendações baseadas em ações do S&P 500®
.

pdf-icon PD F Baixar artigo completo

Aplicações globais dos setores do S&P 500®

Contributor Image
Craig Lazzara

Managing Director, Global Head of Index Investment Strategy

Contributor Image
Hamish Preston

Director, U.S. Equity Indices

Contributor Image
Tim Edwards

Managing Director, Index Investment Strategy

RESUMO

Este documento analisa os usos dos índices setoriais dos EUA no contexto de uma carteira de investimentos desde a perspectiva de investidores locais e internacionais.

Os objetivos deste artigo são:

  • Apresentar uma visão geral das classificações do Padrão Global de Classificação Industrial (GICS® , pela sigla em inglês) para setores e grupos industriais;
  • Ilustrar a importância dos setores na hora de determinar os retornos de uma carteira, tanto relativos quanto absolutos;
  • Demonstrar a importância do mercado dos EUA no acesso a indústrias e setores globais, bem como ilustrar o crescimento em produtos relacionados;
  • Ilustrar os possíveis usos dos setores para atingir os objetivos de diversificação;
  • Mostrar como agrupar os setores ajuda a conectar tendências mais amplas com seus efeitos sobre o mercado;
  • Comparar a efetividade das estratégias de seleção por setores e por ações individuais;
  • Demonstrar que, em um contexto de múltiplas classes de ativos, o impacto de alterar a composição setorial de renda variável é comparável ao impacto de ajustar a alocação de ações e títulos; e
  • Fornecer uma perspectiva de longo prazo sobre a composição setorial do mercado americano.

As primeiras seções procuram resumir a importância e classificação dos setores, bem como proporcionar exemplos básicos de seus usos em diferentes países e destacar o crescimento de produtos relacionados. Por outro lado, as seções posteriores deste documento foram desenvolvidas para aqueles leitores interessados em aprofundar em questões mais avançadas relativas às estratégias de rotação setorial.

pdf-icon PD F Baixar artigo completo

Completando a imagem: Medindo o desempenho ambiental de estratégias de investimento em diferentes classes de ativos

CONCLUSÕES PRINCIPAIS

  • A divulgação ambiental varia muito. Em geral, os mercados desenvolvidos apresentam melhores níveis de divulgação, mas também existem lacunas de dados (particularmente dos dados de cadeia de suprimentos de escopo 3) que podem criar pontos cegos para os participantes do mercado se são ignoradas.

  • O Protocolo de Gases do Efeito Estufa (GEE) recomenda o uso de dados secundários tais como o modelo de ciclo de vida de insumoproduto com dados ambientais (EEI-O) para calcular as emissões na ausência de dados primários de divulgação.
  • Os modelos de ciclo de vida EEI-O possuem diversas formas. É importante para os participantes do mercado entenderem se o modelo utilizado tem relevância global e se tem uma cobertura ampla e detalhada das indústrias.
  • Não há uma abordagem única para preencher as lagunas de dados na divulgação ambiental corporativa; a abordagem correta dependerá da estratégia de investimento e do perfil de risco ambiental, junto com a pergunta que será respondida pela avaliação de risco.
  • Os participantes podem se beneficiar do processo de avaliação de seus provedores de dados a fim de entender o seu conhecimento, capacidades e habilidades para avaliar e garantir a divulgação ambiental corporativa, bem como aplicar os modelos ambientais e técnicas de cálculo. Isto pode incluir uma avaliação do grau em que seus modelos representam as melhores práticas e se baseiam em fontes de dados fiáveis e atualizadas.

pdf-icon PD F Baixar artigo completo

O Impacto da Economia Global no S&P 500®

Contributor Image
Phillip Brzenk

Head of Multi-Asset Indices

RESUMO

Neste artigo, analisamos a distribuição geográfica das receitas do S&P 500 e o impacto que as economias estrangeiras e os eventos motivados por fatores geográficos podem ter no desempenho geral do índice.

Como estudo de caso, analisamos um evento de mercado recente: as eleições presidenciais dos EUA em 2016. Além disso, como suporte para a nossa análise, utilizamos duas carteiras estilizadas com base na origem geográfica das receitas. O período de análise abrange desde o dia das votações (8 de novembro de 2016) até o final do ano 2017, que para o S&P 500 foi um período de resultados consistentes e novos máximos históricos.

Examinamos o desempenho de empresas que compõem o índice da perspectiva geográfica de suas receitas. A fim de decompor o desempenho, em primeiro lugar estudamos o possível impacto dos movimentos cambiais mediante o desempenho do U.S. Dollar Index e o modelo de risco macroeconômico da Northfield para os EUA. Posteriormente, analisamos em detalhe os setores do GICS® e realizamos as atribuições de rendimentos das carteiras estilizadas.

INTRODUÇÃO: O S&P 500 TEM EXPOSIÇÃO GLOBAL

O S&P 500 é considerado como um dos melhores barômetros do mercado de renda variável dos Estados Unidos. O índice está composto por 500 empresas domiciliadas nesse país e abrange aproximadamente 82%1 do valor total do mercado de renda variável dos EUA. O fato de o índice estar composto por empresas dos Estados Unidos pode levar a assumir que ele depende exclusivamente da saúde da economia desse país. No entanto, na realidade o índice é mais global do poderíamos imaginar. Muitas empresas dos EUA têm presença global, com ativos e receitas em outros países. Portanto, alguns eventos internacionais podem ser significativos para as empresas do S&P 500 e para o índice em geral.

Para entender melhor a origem das receitas das empresas que compõem o S&P 500, utilizamos o conjunto de dados FactSet Geographic Revenue Exposure (GeoRevTM). Ele fornece detalhes geográficos das receitas de todas as empresas com informações disponíveis. Os dados mostram que aproximadamente 71% das receitas do S&P 500 tiveram origem nos EUA enquanto o resto veio de mercados estrangeiros. Internacionalmente, os países com maiores percentuais de receitas totais incluíram a China (4,3%), o Japão (2,6%) e o Reino Unido (2,5%).

pdf-icon PD F Baixar artigo completo

Processando ...