banner image

Os altos e baixos dos mercados da América Latina – Revisão de abril de 2020

¿Continuarão os recentes resultados positivos observados na América Latina em meio da crise atual?

O investimento nos mercados de valores latino-americanos não é para os fracos de coração (agora mais do que nunca). No primeiro trimestre de 2020, todos os mercados da região apresentaram resultados negativos consideráveis, sendo afetados pelos acontecimentos recentes. Embora o mês de abril tenha empurrado os mercados de volta para território positivo, ainda estamos longe da proverbial “luz ao fundo do túnel”.

Em meio à pandemia global contínua, muitos países começaram a aliviar as restrições, já que os casos suspeitos da COVID-19 e as taxas de mortalidade diminuíram. Isto levou a falar em “reabrir” economias, infundindo coragem e otimismo aos investidores, mesmo que por pouco tempo. Com o maior número registrado de infeções e mortes por COVID-19 em todo o mundo, os Estados Unidos olharão para maio de 2020 com esperança cautelosa. A pergunta é quando será seguro para os consumidores voltarem às lojas e restaurantes e retomarem as viagens. Mesmo depois que os negócios e serviços sejam totalmente reabertos, é possível que muitos não tenham os meios financeiros para participar. De fato, já existem relatórios que falam de aumento de dívidas, inadimplência de crédito e falências a nível empresarial e pessoal.

A S&P Global Ratings informou recentemente que as condições de crédito nos mercados emergentes estavam piorando. No último relatório,1 as projeções de crescimento do PIB para a América Latina em 2020 foram substancialmente revistas em baixa. O PIB da América Latina deve cair cerca de 5% este ano e uma recessão regional está prevista. Economistas prevêem que países como o Chile, que implementaram rapidamente políticas de distanciamento social e ofereceram um forte estímulo econômico, poderiam ter uma recuperação robusta e se destacar entre os seus pares. Enquanto isso, o México e outros países, que atrasaram as políticas de saúde pública e ofereceram programas de estímulo limitados, poderiam ter recuperações fracas. O Brasil estará provavelmente em algum lugar no meio.

Download Full Article (299K) >
Processing ...