Avaliação de Preço

Avaliação de Preço FOB Estreitos

  • O que é a base FOB Estreitos?
  • Como avaliamos em base FOB Estreitos
  • Evolução de FOB Singapura para FOB Estreitos

O que é a base FOB Estreitos?

Na condição de um dos portos mais movimentados do mundo, o de Singapura preenche os critérios para ser importante base de localização para muitas das avaliações Platts de produtos de petróleo. Mas a expansão adicional da capacidade de armazenamento de petróleo em terra em Singapura provavelmente será limitada, enquanto os planos de crescimento nas ilhas vizinhas, Johor e Riau, indicam que o comércio de produtos – e os benchmarks que refletem essa atividade – já ultrapassaram os limites tradicionais de Singapura, atingindo novos territórios. É vital que as avaliações Platts consigam representar toda a atividade comercial do mercado; por isso a Platts decidiu refletir aqueles terminais regionais como parte dos benchmarks do petróleo FOB Singapura de maneira mais integrada – FOB Estreitos. A base FOB Estreitos abarca os terminais além das fronteiras de Singapura. As ofertas de compra em base FOB Estreitos podem ser relacionadas a qualquer terminal aprovado, seja em Singapura, na Malásia ou, possivelmente, em data posterior, na Indonésia. Paralelamente, os vendedores podem relacionar quaisquer dos referidos terminais a uma oferta de venda em base FOB Estreitos. Com base em dados da International Enterprise (IE) Singapore, o porto é o mais movimentado do mundo em termos de armazenamento de combustível, e importa 5,5 milhões de toneladas de óleo combustível todos os meses. Deste total, 3,5 milhões de t são vendidos como óleo combustível marítimo e o volume restante é exportado, principalmente para China e Malásia. O porto também registra exportações de 2,3 milhões de t de destilados médios e 1,2 milhão de t de gasolina, a cada mês, para países vizinhos como Malásia, Indonésia e Vietnã. Alguns carregamentos chegam à Austrália, África e até mesmo à Europa. À medida que a influência econômica da Ásia aumentou, a logística de Singapura se expandiu ao longo da última década; a capacidade de armazenamento aumentou no país, e as negociações se estenderam para alcançar terminais na Malásia e na Indonésia, a fim de acomodar volumes maiores. Além de Singapura, a capacidade de armazenamento se espalhou pela Ásia, uma vez que áreas como Zhuhai (China), o porto de Klang (Malásia) e Ulsan (Coreia do Sul) responderam aos mesmos sinais do mercado. A ampliação da lista de portos que podem servir como pontos de embarque para as transações de produtos de petróleo em base FOB na região de Singapura promove maior sustentação para a liquidez do mercado, ao mesmo tempo em que retém as vantagens de um foco regional nos benchmarks de produtos de petróleo asiático. Essa é uma mudança significativa, e a Platts vai continuar monitorando o impacto das entregas a partir dos terminais do Sul da Malásia, em comparação com as entregas a partir dos armazéns em terra, de Singapura. A inclusão da base FOB Estreitos na cobertura geográfica dos benchmarks de produtos de petróleo refinado FOB Singapura garante que a Platts fique bem posicionada para refletir o crescimento do comércio regional de petróleo durante vários anos.

Como avaliamos em base FOB Estreitos

A cada dia, os experientes repórteres da Platts falam com um grande número de participantes do mercado de toda a indústria, dentre eles, fabricantes, usuários finais, traders e corretores. As avaliações Platts consideram ofertas de compra e venda firmes que atendem às rigorosas diretrizes editoriais da Platts, em um processo de descoberta de preços aberto e transparente - conhecido como processo de avaliação Market on Close (MOC) - analisando minuciosamente as informações comerciais e disponibilizando-as abertamente para consulta pelas partes interessadas. Terminais da Malásia no processo MOCAtualmente, a Platts considera no processo MOC FOB Singapura as entregas feitas a partir de três terminais de petróleo do Sul da Malásia: Pasir Gudang e Tanjung Langsat a nordeste da cidade-estado, e Tanjung Bin, a oeste de Singapura. O Sul da Malásia faz parte do benchmark FOB Singapura desde janeiro de 2001, quando o terminal de armazenamento em Pasir Gudang foi incluído como ponto de entrega para transações concluídas no processo de avaliação Platts MOC. Mais recentemente, a partir de 1º de maio de 2015, o Terminal Pengerang, a nordeste de Singapura, será incluído como ponto de entrega no processo MOC FOB Singapura. A partir do início de 2013, já foram realizadas 86 transações totalizando 9,17 milhões de barris, divulgadas através do processo MOC em base FOB Malásia nos mercados de óleo combustível, gasóleo, combustível de jato e gasolina. Relevância, repetibilidade e transparência Toda a atividade do mercado é vista à luz da respectiva relevância, repetibilidade e transparência no mercado. As avaliações Platts FOB Singapura e FOB Estreitos refletem o preço de transação repetível, precisamente às 16h30 (horário de Singapura).

Evolução de FOB Singapura para FOB Estreitos

A Platts estuda continuamente a evolução da cobertura geográfica dos benchmarks de produtos de petróleo refinado FOB Singapura, a fim de garantir que eles estejam bem posicionados para refletir o crescimento do comércio regional de petróleo nos anos seguintes.A possibilidade limitada de expansão adicional da capacidade de armazenamento de petróleo em terra de Singapura, aliada aos planos de crescimento nas ilhas vizinhas, Johor e Riau, indicam que o comércio de produtos – e os benchmarks que refletem essa atividade – já ultrapassaram os limites tradicionais de Singapura, atingindo novos territórios. A capacidade de armazenamento de Singapura é a razão central para a condição do país como principal centro comercial de petróleo da Ásia. Tanques acessíveis são uma parte vital do comércio de petróleo, fornecendo a infraestrutura para armazenamento, homogeneização e distribuição de produtos. Eles são uma ferramenta essencial para gerenciar a oferta de petróleo em mercados voláteis e imprevisíveis. Mas, em Singapura, é limitada a possibilidade de expansão adicional da capacidade de armazenamento de petróleo em terra. Essa expansão adicional do mercado de terminais de armazenamento de Singapura deve ser reduzida pela limitada disponibilidade de terrenos na orla. As autoridades governamentais já sinalizaram a mudança da prioridade para o setor de fabricação de produtos químicos de alto valor agregado, e afirmaram que não vão mais disponibilizar terrenos para armazenamento de petróleo. De fato, talvez o último grande projeto de armazenamento da cidade é subterrâneo; o projeto Jurong Rock Caverns tem conclusão prevista para 2016. Tirando proveito dos fluxos de petróleo de e para a região do Sudeste Asiático, o governo da Malásia anunciou os planos para construir unidades de armazenamento de aproximadamente 10 milhões de m³ de petróleo até 2020. O crescimento dos terminais de armazenamento além de Singapura levanta a questão da inclusão de terminais regionais como parte dos benchmarks do petróleo FOB Singapura de maneira mais integrada. A partir de 1º de julho de 2015, a avaliação Platts mudará de FOB Singapura para FOB Estreitos. Consequentemente, a Platts descontinuará a publicação dos preços de compra, venda e transação em base FOB Singapura ou FOB Malásia no processo de avaliação MOC – e publicará apenas os preços de compra, venda e transação em base FOB Estreitos.

Products and Services

See all oil products
See all oil products