trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/ZDjHGOwPdeC9ZcZOFEjLYA2 content esgSubNav
In This List

Apropriação de poder pelo Supremo Tribunal na Venezuela é condenada

Blog

Latin American and Caribbean Market Considerations Blog Series: Focus on LGD

BLOG

Banking Essentials Newsletter: June Edition

Case Study

กรณีศึกษา A Bank Takes its Project Finance Assessments to a New Level

Blog

Fintech Intelligence Digital Newsletter: May 2021


Apropriação de poder pelo Supremo Tribunal na Venezuela é condenada

* A decisão do Supremo Tribunal da Venezuela de assumir as responsabilidades legislativas da Assembleia Nacional, liderada pela oposição, gerou críticas generalizadas tanto dentro como fora do país. Vários países latino-americanos, incluindo Brasil, Argentina, México, Chile, Guatemala e Panamá expressaram preocupações com a medida, enquanto o Peru retirou seu embaixador, informou a Reuters. Os líderes da oposição e outros, entretanto, alegaram que a decisão do tribunal constitui um golpe que formaliza uma ditadura para o presidente Nicolas Maduro. As críticas surgiram logo após a câmara constitucional da Suprema Corte autorizar Maduro a criar joint ventures de petróleo sem a aprovação da Assembleia Nacional, que foi julgada "em desacato", e decretar que o próprio tribunal exerceria funções no Congresso.

* O conselho administrativo do Banco de México votou por unanimidade pela elevação da taxa básica de juros em 25 pontos-base para 6,50%, uma vez que uma melhora significativa nos mercados financeiros do país e uma expansão econômica global contínua foram apontadas. O banco central destacou uma valorização considerável do peso mexicano desde sua última reunião de política monetária, que foi, em parte, atribuída a "alguns comentários construtivos" por funcionários do governo dos EUA sobre o futuro das relações bilaterais com o México.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* O Ministério da Fazenda do México enviará um projeto de lei ao Congresso nas próximas semanas para estabelecer novas regras para o setor de tecnologia financeira, informou o El Financiero.

* O economista-chefe do Banorte, Gabriel Casillas, declarou que é o momento ideal para investir no México, já que as ameaças feitas pelo presidente dos EUA, Donald Trump, de reduzir o comércio entre os dois países começaram a se dissipar, informou o El Economista.

BRASIL

* A Moody's revisou a perspectiva do sistema bancário brasileiro de negativa para estável, uma vez que a expectativa é de estabilização econômica em 2017. A agência de classificação de risco prevê que a rentabilidade dos bancos deverá começar a melhorar, já que os credores se beneficiarão da redução dos custos de financiamento e das provisões para perdas com empréstimos.

* Confirmando reportagens anteriores, a BM&FBOVESPA SA – Bolsa de Valores Mercadorias e Futuros e a Cetip SA – Mercados Organizados confirmaram o nome de sua empresa incorporada, B3, ou Bolsa Balcão Brasil. Elas também observaram que a entidade resultante da fusão será a quinta maior bolsa de valores do mundo, com um valor de mercado de cerca de 13 bilhões de dólares.

* O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, declarou que o país pode reduzir sua meta de inflação de 2018, dependendo dos dados recebidos, informou a Reuters. "Vamos definir a meta de inflação de 2019 em junho e também revisaremos a meta de 2018 para verificar se alguma mudança poderia ser justificada", disse Meirelles.

* Um tribunal brasileiro multou o Banco Alfa SA por encargos impróprios sobre o encerramento de contas de cartões de crédito, informou o Diário Comércio Indústria & Serviços. O banco, que tem carteira de cartão de crédito de 3,94 bilhões de reais, será inicialmente multado em 3 milhões de reais, embora o valor possa aumentar.

* O escândalo da "Carne Fraca" poderá afetar os bancos do Brasil, alertou a Fitch. Um adicional de 15 bilhões de reais em provisões para perdas de empréstimos necessárias em um cenário mais grave, no qual a investigação sobre práticas corruptas afete significativamente o setor de proteína animal, foi estimado.

* A agência de crédito SerasaConsumidor vai lançar um serviço em abril que permitirá aos consumidores endividados renegociar suas dívidas com credores on-line ou através de uma das 20.000 estações de serviço, informou o Estado de São Paulo. A ação foi planejada após o número de brasileiros com empréstimos vencidos atingir o recorde de 59,7 milhões de pessoas em janeiro.

* O estado brasileiro de Minas Gerais, que declarou estado de calamidade financeira em dezembro de 2016, anunciou um pacote de medidas com o qual pretende levantar 20 bilhões de reais nos próximos dois anos para retomar os investimentos, informou o Valor Econômico.

* O Conselho Monetário Nacional do Brasil reduziu a taxa de juros de empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social de 7,5% para 7%, segundo infomou a Reuters.

* O ex-presidente da Câmara dos Deputados do Brasil, Eduardo Cunha, foi condenado a mais de 15 anos de prisão por acusações de corrupção, informou a Reuters. Cunha foi considerado culpado de receber milhões em subornos da estatal Petróleo Brasileiro SA (Petrobrás), embora uma apelação seja esperada.

* A S&P Global Ratings retirou as notas do Banco Original SA, a pedido da empresa. A solicitação de retirada do banco brasileiro ocorreu pouco mais de uma semana depois que a agência de classificação de risco alertou que a instituição poderá continuar sofrendo deterioração de ativos devido à "situação econômica desafiadora" no Brasil.

* O governo brasileiro registrou um déficit orçamentário de 26,26 bilhões de reais em fevereiro, superando as estimativas de 20,1 bilhões de reais do mercado, informou a Reuters.

REGIÃO ANDINA

* O Diviso Grupo Financiero S.A., com sede no Peru, planeja começar a vender produtos de seguros para pequenas e médias empresas, segundo anunciou o CEO Fernando Romero ao El Comercio. A empresa solicitou a criação de uma companhia de seguros de vida e espera começar a operar ainda esse ano, dependendo da aprovação regulatória, segundo o executivo.

* Os empréstimos a pequenas e médias empresas no Peru cresceram 6% em fevereiro, informou o El Comercio, citando a empresa de análise de risco Sentinel. As pequenas e médias empresas do país representam 13% da dívida total no sistema financeiro.

CONE SUL

* O banco central argentino anunciou novos limites nas taxas que os bancos podem cobrar aos comerciantes em transações com cartões de crédito e débito. A partir de abril, a taxa máxima das transações com cartões de crédito cairá de 3% para 2%, enquanto para os cartões de débito a taxa diminuirá para 1%. O banco central continuará reduzindo gradualmente as taxas máximas ao longo de vários anos, atingindo 0,6% para os cartões de débito e 1,3% para os cartões de crédito em 2021.

* O setor bancário do Chile criou uma estrutura para fornecer um nível mínimo de serviços no caso de uma greve envolvendo bancários, informou o La Tercera. A proposta, que foi enviada ao regulador bancário SBIF, surgiu em decorrência das novas leis trabalhistas, que entrarão em vigor em quatro meses.

* O Grupo Security S.A. informou que está pronto para aproveitar o aumento do investimento no Chile este ano, segundo o Pulso. Os comentários surgiram após o grupo financeiro ter registrado um aumento de 14.6% no lucro de 2016, que ficou em 74.5 bilhões de pesos.

* A Toesca Asset planeja abrir uma corretora para negociar na Bolsa de Valores de Santiago e também lançará um fundo de investimento imobiliário, informou o Diario Financiero.

* O Inter-American Development Bank vai finalizar cerca de 650 milhões de dólares em empréstimos destinados à Argentina na próxima semana, informou o La Nación. O diretor do BID, Luis Alberto Moreno, viajará para o Fórum Econômico Mundial em Buenos Aires e assinará os documentos necessários com o presidente Mauricio Macri.

* A Moody's anunciou que a perspectiva negativa em curso para o sistema bancário uruguaio reflete a expectativa de que os bancos continuem enfrentando riscos elevados de ativos nos próximos 12 a 18 meses. A agência de classificação de risco também observou que, devido aos altos déficits fiscais, a capacidade do governo para fornecer qualquer apoio necessário ao Banco de la República Oriental del Uruguay e Banco Hipotecario del Uruguay está sob pressão.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* O Comitê de Basiléia apresentou algumas revisões de sua metodologia de avaliação para bancos globais de importância sistêmica, incluindo a elevação do limite da categoria de sustentabilidade. As revisões propostas incluem também a expansão do escopo de consolidação para incluir as subsidiárias de seguros e a introdução de um indicador de volume de negociação, entre outros.

A S&P Global Inc. adquire S&P Global Ratings e S&P Global Market Intelligence.

Matthew Craze contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.