trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/kcTguLwjsMrD7iNICyv5sQ2 content esgSubNav
In This List

Brasil próximo de plano para déficit fiscal; lucros do Grupo Aval caem

Blog

Insight Weekly: Fed's policy stance; overdrafts under scrutiny; energy stocks rally

Case Study

A Chinese Bank Strengthens its Credit Risk Assessments

Blog

Latin American and Caribbean Market Considerations Blog Series: Focus on LGD

BLOG

Banking Essentials Newsletter: June Edition


Brasil próximo de plano para déficit fiscal; lucros do Grupo Aval caem

* Uma equipe econômica liderada pelo ministro brasileiro da Fazenda Henrique Meirelles apresentou um plano que gerará 14 bilhões de reais em aumentos de impostos combinado com o congelamento de 30 bilhões de reais em gastos em um tentativa de cumprir a meta de déficit fiscal do Brasil, informou a Reuters, citando um funcionário anônimo. Entretanto, o presidente Michel Temer aparentemente se opõe à maioria dos aumentos de impostos. Um anúncio formal das medidas pode ser feito hoje ou amanhã.

* O lucro líquido do Grupo Aval Acciones y Valores SA no quarto trimestre caiu em um terço com o aumento acentuado das perdas do banco colombiano em comparação com o ano anterior. A receita líquida totalizou 458,4 bilhões de pesos colombianos, uma queda em relação aos 693,4 bilhões de pesos um ano antes, já que as perdas líquidas em ativos financeiros saltaram 36,3%, para 781,5 bilhões de pesos. Além de uma deterioração em sua carteira de empréstimos ao consumidor, o Grupo Aval anunciou que registrou 39,8 bilhões de pesos em provisões ligadas à Electricaribe, empresa de gás natural em dificuldade, e 9,3 bilhões de pesos relacionados com o sistema de transporte público da Colômbia. A receita líquida de juros, por outro lado, cresceu 2,8%, enquanto a receita líquida de tarifas aumentou 8,4% no comparativo anual.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* O Investa Bank SA Institución de Banca Múltiple pretende prosseguir com a aquisição do Deutsche Bank México SA Institución de Banca Múltiple e entrará com pedidos de autorização nos órgãos reguladores nas próximas semanas, informou o El Economista, citando o presidente do banco Enrique Vilatela. O negócio foi questionado depois que Carlos Djemal, um acionista-fundador do Investa Bank, foi preso por acusações de lavagem de dinheiro.

* As margens de intermediação financeira nos bancos da Costa Rica caíram na última década, informou o El Financiero, citando a associação bancária do país. Em colones, as margens diminuíram de 13,5% em 2005 para cerca de 6,8% em 2016 e, em dólares, de 6,6% para 3,7%.

* O secretário da Economia do México, Ildefonso Guajardo Villarreal, disse que os bancos de desenvolvimento do país disponibilizarão 18 bilhões de pesos em empréstimos para start-ups, informou o El Economista.

* O Banco de México deve elevar sua taxa básica de juros em um quarto de ponto percentual, para 6,50%, em sua próxima reunião, informou a Reuters, citando uma pesquisa com analistas. O credor já aumentou a taxa de juros em 50 pontos-base, entretanto, espera-se que uma recuperação da moeda do país desacelere o ritmo dos aumentos da taxa.

* A demanda por crédito ao consumidor e hipotecas no México está crescendo, apesar do aumento recente da taxa básica de juros do banco central, declarou Edgardo del Rincón, diretor de serviços bancários ao consumidor do Grupo Financiero Banamex S.A. de C.V., ao El Economista em uma entrevista.

* A JP Morgan elevou sua estimativa para o crescimento do PIB do México de 1,3% para 2%, já que prevê dados mais fortes da produção automobilística e industrial no primeiro trimestre, informou o El Financiero.

* A Fitch Ratings atribuiu uma perspectiva positiva para a nota de solidez financeira de seguros da Mapfre La Centro Americana S.A. devido a seu desempenho técnico e perfil financeiro geral. A seguradora deve continuar a melhorar suas taxas de acidentes e eficiências operacionais, gerando um índice combinado mais forte, declarou a agência de classificação de risco.

* O México registrou um superávit comercial de cerca de 684 milhões de dólares em fevereiro, em relação a um déficit de 783 milhões registrado um ano atrás, informou o The Wall Street Journal, citando dados do instituto nacional de estatística.

BRASIL

* A qualidade do crédito entre as empresas de pequeno porte no Brasil está começando a melhorar, com uma proporção maior pagando suas contas em dia em fevereiro, informou o Valor Econômico, citando dados da Serasa Experian. "Esse é mais um sinal de que, aos poucos, a economia brasileira está começando a sair da recessão", declarou a empresa de pesquisa de crédito.

* O Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura deu ao Brasil e à África do Sul até o final do ano para ingressar formalmente na entidade, já que os dois países perderam um prazo anterior, informou o Financial Times londrino. O banco foi fundado por 57 países-membros, dos quais o Brasil é o único sul-americano.

* O Senado brasileiro estabeleceu uma comissão, comandada por Tasso Jereissati e Armando Monteiro para avaliar a concentração no setor bancário, informou o Valor Econômico.

* O CEO do Banco Santander (Brasil) SA, Sergio Rial, foi eleito o novo presidente da Confederação Nacional de Instituições Financeiras do Brasil, CNF, informou o Valor Econômico. Rial substituirá o CEO do Banco Bradesco SA, Luiz Carlos Trabuco Cappi, na presidência da confederação.

* Segundo a Moody's, a aprovação da fusão entre a Cetip SA – Mercados Organizados e a BM&FBOVESPA SA – Bolsa de Valores Mercadorias e Futuros pelo CADE, órgão regulador antitruste brasileiro, é positiva para o crédito. A aprovação marcou o último obstáculo regulatório do negócio, permitindo à BM&FBOVESPA consolidar sua posição de liderança na esfera da infraestrutura de mercados financeiros do Brasil, declarou a agência de classificação de risco.

REGIÃO ANDINA

* O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, declarou que o país introduzirá em breve um novo mecanismo cambial para substituir a DICOM, uma das várias taxas de câmbio oficiais, informou a Reuters. Maduro teria dito que "Em um processo de aperfeiçoamento do sistema de arrecadação, administração e estabilização do fluxo de moeda forte na Venezuela, decidimos ativar um novo modelo de DICOM a partir da semana que vem".

* O governo venezuelano pediu que a Organização dos Estados Americanos suspenda sua reunião de 4 de abril, que foi convocada para discutir a crise econômica e os padrões democráticos daquele país, informou a Reuters. Em uma declaração, a Venezuela argumentou que a reunião planejada ia contra as regras da organização. "Se esse comportamento ilegal, unilateral, perverso e tendencioso a favor de extremistas violentos na Venezuela continuar, procederemos com severidade e firmeza", dizia o comunicado do governo.

* A inflação no Peru aumentou 1% em março, o nível mensal mais alto registrado em 9 anos, informou o El Comercio, citando dados do Scotiabank.

CONE SUL

* A diretora do Citigroup para a América Latina, Jane Fraser, prevê que a Argentina terá um aumento nas atividades de fusões e aquisições e de ofertas públicas iniciais, informou o El Cronista. A executiva observou que, embora o Citigroup esteja vendendo suas operações ao consumidor na Argentina porque considera o espaço de serviços bancários de varejo superpovoado, o banco americano planeja abrir 10 escritórios no país para montar sua base de clientes corporativos.

* O novo programa de crédito hipotecário do governo argentino deve ajudar o setor financeiro do país a atender à crescente demanda por empréstimos imobiliários, de acordo com a Moody's, que considerou o plano positivo para o crédito para os bancos. Com hipotecas de 30 anos ajustadas à inflação, o programa será oferecido por três bancos estatais e "incentivará o crescimento em um segmento subdesenvolvido do mercado, além de aumentar a exposição dos bancos a uma classe de ativos protegidos, o que dará respaldo à qualidade dos ativos, aos lucros e à diversidade da carteira", comentou a agência de classificação de risco.

* O presidente do Banco de la Provincia de Buenos Aires, Juan Curuchet, disse que a demanda por hipotecas está aumentando na Argentina graças à queda nos índices de inflação, informou o La Nación.

* A empresa europeia de tecnologia financeira 4finance iniciou operações na Argentina, oferecendo empréstimos online destinados a consumidores da geração do milênio, informou o El Cronista. A empresa, que atua em 16 países, também tem escritórios no México e na República Dominicana e planeja expandir para o Brasil e a Guatemala.

* Os acionistas do Banco BTG Pactual Chile SA concordaram em aumentar o capital social do banco, que emitirá 95.481 novas ações ordinárias no valor aproximado de 70 bilhões de pesos chilenos.

Matthew Craze contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.