trending Market Intelligence /marketintelligence/en/news-insights/trending/exQvet7a_3NFSL1cL_aYdA2 content esgSubNav
Log in to other products

 /


Looking for more?

Contact Us
In This List

Scotiabank Chile aberto a aquisições; lucro do Banregio aumenta 45% no 4º trim.

Fintech Intelligence Digital Newsletter: April 2021

Blog

Latin American and Caribbean Market Considerations Blog Series: Focus on IFRS 9

Blog

Banking Essentials Newsletter: April Edition - Part 2

Blog

The Evolution of Cloud Banking: Successful Implementation & Frameworks


Scotiabank Chile aberto a aquisições; lucro do Banregio aumenta 45% no 4º trim.

* O Scotiabank Chile está aberto a novas aquisições para alcançar o objetivo de aumentar sua participação no mercado do Chile dos atuais 6,6% para 10%, informou o Diario Financiero, citando o CEO Francisco Sardón. "Acho que podemos chegar a uma participação de 8% no mercado em cinco anos por meio de crescimento orgânico. Estamos abertos a possíveis aquisições", teria dito o executivo. A empresa criou uma nova unidade digital no Chile chefiada por Daniel Kennedy, vice-presidente de serviços bancários digitais.

* O Banregio Grupo Financiero SAB de CV registrou uma receita líquida de 715 milhões de pesos mexicanos no quarto trimestre de 2016, um aumento de 45% em relação aos 493 milhões de pesos no mesmo período em 2015. A margem financeira da empresa cresceu 21% ao ano e atingiu cerca de 1,41 bilhão de pesos, enquanto as comissões líquidas e tarifas saltaram 20%, para 138 milhões de pesos.

MÉXICO E AMÉRICA CENTRAL

* Quaisquer políticas implementadas pelo novo governo dos Estados Unidos que obstruam as cadeias de produção entre aquele país e o México representariam riscos para o crescimento econômico do México, informou a Reuters, citando o presidente do Banco de México Agustin Carstens. O ministro da Fazenda mexicana, Ildefonso Guajardo, disse em uma entrevista ao El Universal que o México está preparado para enfrentar qualquer mudança na política tributária dos Estados Unidos com uma ação idêntica.

* O presidente mexicano Enrique Peña Nieto disse que procurará manter livre comércio com o Canadá e os EUA em negociações com a nova administração americana, mas que também defenderá novos acordos comerciais bilaterais com outros países, informou a Reuters. O presidente descreveu 10 objetivos para negociações com os Estados Unidos, inclusive o livre fluxo de remessas de dinheiro de trabalhadores mexicanos residentes nos Estados Unidos.

* O Republic Bank (Guyana) Ltd. anunciou que abriu sua 12ª agência em Triumph Village, costa oeste de Demerara, na Guiana, em 15 de janeiro. As atividades bancárias no novo local se iniciaram em 19 de dezembro de 2016.

BRASIL

* A demanda por crédito corporativo no Brasil sofreu uma queda de 2,2% em 2016, atingindo seu nível mais baixo desde 2013, segundo a empresa de pesquisa de crédito Serasa Experian. "Baixa demanda por capital de giro, em vista da recessão que se aprofunda, níveis reduzidos de confiança das empresas e taxas de juros ainda muito altas pesaram negativamente na demanda por crédito no ano passado", declarou a empresa.

* Um grupo de hackers que roubou dados de 29.000 clientes da corretora brasileira XP Investimentos em 2013 pediu recentemente à empresa 22,5 milhões de reais para manter a violação de dados em segredo, informou o Valor Econômico, citando documentos relacionados ao caso. Em um comunicado, a XP declarou que os investimentos de todos os clientes estão seguros e que a empresa está colaborando com as autoridades que investigam o assunto.

* O governo brasileiro não fará nenhuma grande alteração em sua proposta de reforma da previdência, uma vez que os investidores já consideram a aprovação da reforma em seu texto atual, informou a Bloomberg News, citando o ministro-chefe da Casa Civil Eliseu Padilha. "O governo não pode ceder sem correr o risco de enfraquecer a reforma", disse Padilha em uma entrevista.

* Rodrigo Montemor renunciou à sua posição de diretor no Banco Pine SA, anunciou o banco. Segundo a Reuters, Montemor atuava como diretor de serviços bancários corporativos no credor.

* A Federação Brasileira de Bancos FEBRABAN está trabalhando em um projeto para criar uma única plataforma para o processamento de boletos, que permitirá que os brasileiros paguem contas por meio de qualquer banco, informou o Valor Econômico. O projeto deve ser concluído até o final de 2017.

* O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social anunciou que acionou a justiça para cobrar uma dívida de cerca de 219,6 milhões da concessionária rodoviária Triunfo Participaçōes e Investimentos e da unidade Concer, informou o Valor Econômico.

* O Fundo Monetário Internacional não descarta a possibilidade de a recessão brasileira continuar em 2017, informou o Valor Econômico, citando Alejandro Werner, diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do FMI. O FMI reduziu recentemente sua previsão de crescimento do PIB do país em 2017 em 30 pontos-base, para 0,2%.

* Um tribunal federal brasileiro aceitou um pedido do Ministério Público no sentido de manter o bloqueio de cerca de 665,8 milhões de reais em ativos pertencentes ao ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e a outras pessoas ligadas a uma investigação de suspeita de irregularidades na concessão de empréstimos pelo banco, informou o Diário Comércio Indústria & Serviços.

CONE SUL

* A presidente chilena Michelle Bachelet disse que seu governo está trabalhando para atualizar seu acordo de livre comércio de 2002 com a União Europeia em vez de se concentrar com um pacto comercial com um Reino Unido pós-Brexit, informou a Blomberg News. "O Brexit tem dois anos para se concretizar. Há tempo para ver como continuaremos nossa relação (com o Reino Unido)".

* O Banco Supervielle SA quer se posicionar como o principal credor para empresas de pequeno e médio portes na Argentina, informou o El Cronista, citando Patricio Supervielle, CEO do controlador do banco, Grupo Supervielle SA.

* Carlos Pavez, diretor da SVS, agência chilena reguladora de títulos e seguros, está entre os muitos candidatos cotados para chefiar a Comissão de Mercados Financeiros (CMF) proposta no país, que substituirá a SVS para se tornar o principal órgão fiscalizador, informou o La Tercera.

* O ministro da Fazenda da Argentina Nicolás Dujovne disse que prevê que a economia do país crescerá mais de 3% em 2017 em consequência das reformas econômica implementadas pelo governo no ano passado, informou o La Nación.

PANORAMA DA AMÉRICA LATINA

* Os índices de Solvência II, excluído o benefício de medidas de transição, que devem ser publicados pela primeira vez no final de 2017, lançarão uma nova luz na exposição das seguradoras a baixos rendimentos de títulos, comentou a Fitch Ratings.

Matthew Craze contribuiu para esse artigo.

The Daily Dose tem um prazo editorial de 8:00 am horário de São Paulo, e verifica as fontes de notícias publicadas em inglês, português e espanhol. Alguns links externos podem exigir uma assinatura.